a Ferver
Carrilho reage à suspensão do julgamento
Bárbara Guimarães invocou falta de imparcialidade da juíza.
  • Partilhe
15/05/2017 15H32
Manuel Maria Carrilho
Foto: David Martins
Manuel Maria Carrilho já reagiu à suspensão do julgamento que o opõe a Bárbara Guimarães. Na semana passada, a apresentadora da SIC invocou, mais uma vez, a falta de imparcialidade da juíza Joana Ferrer. O antigo ministro considera que, com esta decisão, Bárbara quis impedir que o filho, Dinis, de 13 anos, testemunhasse. A sessão estava marcada para esta segunda-feira. 

Leio o comunicado de Manuel Maria Carrilho:

"Quando, depois de mais um ano de sucessivas audiências dedicadas à prova da (falsa) acusação de violência doméstica feita contra mim pela minha ex-mulher, a defesa se preparava para começar a apresentar a sua prova, eis que o advogado de Bárbara Guimarães apresenta no Tribunal um novo "incidente de recusa" contra a Juíza do processo, o que suspende automaticamente a continuação do julgamento por um período de tempo que não será inferior a um mês e meio.

Só quem for muito distraído não vê que este estratagema adotado por Bárbara Guimarães tem tudo a ver com o facto de a 1ª testemunha da defesa, que estava previsto ser ouvida justamente hoje, dia 15 de maio, pelas 10h da manhã, ser o meu filho Dinis. Mas com este estratagema não conseguirá mais do que adiar o inevitável, como já aconteceu das outras vezes em que o Dinis testemunhou, prestando declarações que foram sempre certificadas como credíveis pelo Instituto de Medicina Legal.

Importa, no entanto, sublinhar que, embora indicado por mim, foi a mãe (Bárbara Guimarães) que trouxe o Dinis Maria para o processo, ao afirmar repetidamente nas acusações que me fez que foi por mim agredida, psicológica e fisicamente, na presença do Dinis. Mais uma mentira, a que ela agora – como a tantas outras - não sabe como fugir..

Depois de sucessivas audiências de julgamento em que as suas próprias testemunhas faltaram em catadupa, percebe-se o natural receio que a minha ex-mulher tem revelado dos testemunhos a apresentar pela defesa, que ela sabe que não faltarão ao tribunal, nem deixarão de lá contar toda a verdade.


O que se pretende com estas manobras é muito claro: trata-se não só de prolongar a suspeita sobre mim decorrente das suas falsas acusações, como também de exercer uma ilegítima e intolerável pressão sobre os tribunais

Apesar de consternado com este lamentável e condenável comportamento – e sobretudo pelas consequências que este processo sem fim tem sobre as crianças – confio em que a Justiça prevalecerá sobre os pequenos truques e a batota de quem a quer pôr em causa, minando os alicerces do Estado de Direito."
Ler mais tarde
A notícia foi guardada na sua lista de notícias favoritas. Faça a gestão dessa área na sua conta.
Partilhe
0
Comente
0
BLOGS, CRÓNICAS & CONSULTÓRIOS
  • Grammy para incinerar
    Os Grammy já não valem tanto por aquilo que são, mas mais por aquilo que envolvem.
    Rebeldes
    O seu som nunca deixou de ser um rock puro e muito atractivo.
  • Filhos de peixe que sabia nadar
    Experiência acumulada nos tempos em que foi atleta olímpico é usada pelo ator para orientar a prole nas suas carreiras ...
    Miúdos
    Demorou uma década para que os Skids voltassem a gravar.
  • Um produto para venda
    Nos últimos anos já se vinha falando do regresso das Spice Girls ao ativo.
    Vale tudo em certas varandas
    Passar boa parte do tempo em terras estrangeiras tem efeitos interessantes na vida de David Carreira.
horoscopo
EM DESTAQUE
PEIXES
20 FEVEREIRO - 20 MARÇO
OUTROS SIGNOS
a ferver
Copyright 2014 - Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. - Grupo Cofina. Consulte as condições legais de utilização.