Crónicas
Edição de Autor
O alternativo e a aberração
por Miguel Azevedo
O Festival Alternativo da Canção não pode ser acusado de indecoroso, porque na verdade nunca criou expectativas a ninguém.
  • Partilhe
SÁBADO 28 ABRIL - 01H
Festival... Numa altura em que a palavra ‘Eurovisão’ anda na ordem do dia, há um outro festival, criado em 2009, que, se na altura pretendia apenas "devolver ao moribundo festival da canção uma dignidade que parecia se ter exilado", na verdade já é, hoje, um evento quase de culto.

O Festival Alternativo da Canção não pode ser acusado de indecoroso, porque na verdade nunca criou expectativas a ninguém, não pode ser chamado de desrespeitoso porque nunca se deu ao respeito, nunca quis ser levado a sério, porque na verdade sempre foi uma paródia ao próprio festival.

O facto é que os primeiros vencedores deste Festival Alternativo da Canção, os Homens da Luta, venceriam dois anos mais tarde o evento original. Este ano, a chacota continua. Antes das semifinais da Eurovisão, marcadas para 8 e 10 de maio na Altice Arena, o espaço Titanic Sur Mer, no Cais Sodré, recebe dia 5, e de uma assentada, a única noite possível do Festival Alternativo da Eurovisão.

O evento tem também a particularidade de ser apresentado por Eládio Clímaco, o ilustre e lendário apresentador do Festival RTP da Canção, afastado em 2006 por, segundo conta, ter feito um comentário considerado ofensivo sobre a banda de heavy metal Lordi, que nesse ano ganhou a Eurovisão vestida de criaturas das trevas. "Lá vão ganhar os monstrinhos", disse.

Agora, Eládio tem a incumbência de apresentar os impensáveis, os inesperados e improváveis concorrentes, entre os quais Miguel Lamberti, de Portugal, com ‘Não Vou Mais’, Alfredo Marcien, do Luxemburgo, com ‘Tu Vas Tomber’, Toni Delmar, Itália, com ‘Canzone di Merda’ ou Bro-X, da República de Xangai, com ‘Ajudem os Drogados (era do Cavalo)’, certamente qualquer uma delas melhor do que a aberração que é, em todas as dimensões, o tema apontado a vencer a edição deste ano da Eurovisão, a canção ‘Toy’, da israelita Netta Barzilai.
Ler mais tarde
A notícia foi guardada na sua lista de notícias favoritas. Faça a gestão dessa área na sua conta.
Partilhe
0
Comente
0
mais crónicas de
Edição de Autor
horoscopo
EM DESTAQUE
TOURO
21 ABRIL - 21 MAIO
OUTROS SIGNOS
a ferver
Copyright 2014 - Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. - Grupo Cofina. Consulte as condições legais de utilização.