Agir ataca André Ventura: "És uma m****"

Cantor criticou o facto do líder do Chega se mostrar a favor de impor censura na Internet.
Agir
André Ventura
Agir
André Ventura
03 jun 2020 • 15:22
André Ventura continua a somar polémicas. Agora, é com o cantor Agir. O líder do Chega mostrou-se a favor de impor censura na Internet, através de alguns Tweets que publicou, o que deixou o músico indignado.

"Preparem-se porque se o Chega vencer as eleições, ofender polícias, magistrados ou guardas prisionais vai dar mesmo prisão. E o Twitter deixará de ser a bandalheira que é, pelo menos, em Portugal", escreveu André Ventura.

Agir não ficou indiferente ao que leu e reagiu nas histórias do Instagram. "Não sei como vai ser no Twitter nem se vais ganhar mas pelo sim, pelo não, aproveito já para dizer enquanto posso que és uma m****".

Entretanto, o líder do Chega não gostou e já respondeu, comentando os dotes vocais do filho de Paulo de Carvalho e Helena Isabel. "Meu caro, para acabar contigo nem sequer era preciso censura. Basta que os portuguesas tenham um pouco de bom gosto musical e nunca mais temos de ouvir essa voz frouxa e esse corpo tatuado à 'gangster efeminado'".

Perante tais palavras, Agir voltou a ficar incrédulo. "Ok, não está péssimo, péssimo, mas estava à espera de mais. Acho que precisa de um ghostwriter [escritor fantasma] para os insultos que está a ficar fraquinho. PS: És uma m****".
Mais sobre
artigos relacionados
Newsletter
topo