Alegado pacto sexual entre Ashley Judd e Harvey Weinstein

O produtor é acusado por assédio e abuso sexual por mais de 60 mulheres de Hollywood.
Ashley Judd
Ashley Judd
Foto: Getty Images
20 jul 2018 • 10:04
A atriz, Ashley Judd, avançou com uma ação contra o produtor Harvey Weinstein, acusando-o de lhe arruinar a carreira por ela recusar ter relações sexuais com ele. A mulher culpa ainda o produtor de lhe anular as hipóteses que tinha de participar no filme "O Senhor dos Anéis". Weinstein garante que tinha feito um pacto com Judd, onde ela lhe daria sexo em troca de um óscar.

De acordo com a CNN, o produtor terá pedido suspensão do processo de difamação. Em contraposição, o advogado da atriz diz que os argumentos de Weinstein são "infundados e ofensivos".

Em declarações à ABC News, o advogado de Judd afirma ainda que as revelações do produtor apenas servem para fugir das consequências e da sua "conduta desprezível".

A atriz revela ainda que Weinsten a conviou para uma reunião no quarto de hotel, há 21 anos, e pressionou-a diversas vezes a ter relações sexuais. Judd respondeu, como forma de escapar do assédio: ""Quando eu ganhar um Óscar por um dos seus filmes, ok?".

Ashley Judd, estrela de Hollywood, continua a reivindicar uma indemnização por parte do alegado suspeito de assédio, por forma a impedir que este se envolva em mais atitudes de vingança contra si.
Mais sobre
Newsletter
topo