Alexa Rebelo: “Fui agredida por puro preconceito”

Jovem que mudou de sexo foi assistida no hospital após ataque.
Alexa vai mudar-se para França e assume não se sentir segura em Portugal
Alexa vai mudar-se para França e assume não se sentir segura em Portugal
25 jan 2022 • 01:30
Alexa Rebelo, conhecida por ter sido gozada no programa ‘Ídolos’ (SIC), em 2015, quando ainda era Daniel, antes de ter mudado de sexo, diz ter sido brutalmente agredida. "Tudo se passou no dia 22 de manhã, num café na Covilhã, quando um rapaz me perguntou se eu o achava bonito. Eu respondi que não, porque não fazia o meu género. Foi aí que ele me começou a ofender, a dizer que eu era feia, que era um homem... até que me mandou contra a máquina de tabaco e me deu um murro a cara", contou ao CM.

O alegado agressor foi afastado pela namorada, mas depois voltou às investidas. "Eu não fugi do café porque temi pela minha própria vida. Ao menos no café estava mais segura. Mas ele voltou e deu-me murros e socos, até caí e bati com a cabeça no chão. Fiquei inconsciente por alguns momentos. Depois levantei-me, fugi entre as mesas e escondi-me atrás do balcão", continuou. "Depois chamei a polícia e ele ainda agrediu os polícias antes de ser detido". Alexa Rebelo mostra-se indignada com as motivações do homem. "Fui agredida por puro preconceito, por homofobia. Enquanto aguardávamos pela polícia ele continuava a ofender-me, a dizer que eu não merecia viver...".

Depois deste episódio e de ter sido assistida no hospital, Alexa já só pensa na nova vida, longe de Portugal. "Vou ter com o meu companheiro, Ricardo, a França. Vou trabalhar nas limpezas de um hotel. Não me sinto segura". Em tribunal corre ainda o processo contra a SIC.
Mais sobre
Newsletter
topo