Ex-amante portuguesa de Julio Iglesias garante que vai ganhar caso em tribunal

Maria Edite Santos está decidida a provar finalmente que o cantor é pai do seu filho.
Amante Julio Iglesias
Amante Julio Iglesias
Foto: Alexandre Azevedo
13 fev 2019 • 10:42
Maria Edite Santos, ex-amante de Julio Iglesias, esteve no programa de Júlia Pinheiro, na terça-feira, 12 de fevereiro, para falar sobre o caso do filho ilegítimo do cantor, Javier Sanchéz. A ex-bailarina está numa batalha judicial há mais de vinte anos para provar que o seu filho é fruto de uma relação que viveu com o artista, durante a década de 80.
 
Durante a entrevista, a ex-bailarina falou sobre o antigo romance: "E
le era muito carinhoso, mas nunca tive apaixonada por ele, não queria ter uma relação séria nem atar-me. Foram só 10 dias", contou.

"Senti-me humilhada e enganada, porque ele não me disse que era casado. Não quis saber mais dele", revelou.

Meses depois, descobriu a gravidez e desde que teve o filho nos braços luta para que Julio assuma a paternidade. 

Com audiência marcada para dia 4 de Março, mostra-se confiante.

"O meu filho tem de saber as origens e de onde vem. Na minha opinião, isto vai terminar. São muitos anos de luta. Se ganhar, para será uma vitória moral por tudo o que passei e por tudo o que ele me fez. Perguntavam-me se não tinha medo de ser processada mas eu nunca tive porque sabia que ele era o filho dele. É como se tirasse um peso de cima, um peso que leva muitos anos", garantiu. 

De acordo com o CM, o músico também já disse a fontes próximas que não vai "poder fugir durante muito mais tempo".

Se a paternidade for comprovada, Javier Sanchéz poderá tornar-se o nono herdeiro de Julio Iglesias.

Mais sobre
artigos relacionados
Newsletter
topo