Andreia Leal faz revelações a Goucha: "Atendi 56 homens numa noite"

Acompanhante de luxo foi convidada de Manuel Luís Goucha
Andreia Leal
Andreia Leal
Andreia Leal
Andreia Leal
22 abr 2021 • 19:08
Andreia Leal, de 47 anos, ex-concorrente da 'Casa dos Segredos' foi convidada de Manuel Luís Goucha no programa, 'Goucha', na TVI, e falou sobre a vida de acompanhante de luxo. Na conversa, a antiga participante do reality show afirmou que matou o seu 'eu' e que se assume como Viviana Manchini, nome profissional.

"A Andreia já não existe há muito tempo. A vida matou a Andreia. Desde que o meu pai foi embora para o Brasil que não consegui renascer", garantiu. Embora assuma que é uma personagem afirmou ser mais feliz e realizada. "Sou melhor pessoa agora. A Viviana Manchini é uma personagem mas sou eu. Sou muito feliz e muito grata"

A convidada de Manuel Luís Goucha afirmou que pode ser considerada prostituta mas que faz algumas exigências. "Sou prostituta e gosto de o ser. Mas não gosto de atender em 20 minutos. Gosto de perceber as necessidades do cliente. Sou prostituta porque me vendo por dinheiro. Os meus clientes têm sexo e têm colo", garantiu ao apresentador. 

À 'TV 7 Dias' já tinha afirmado que salvava casamentos, afirmação que intrigou Manuel Luís Goucha. "Salvo casamentos porque cumpro fetiches", disse.

Devido à pandemia, Andreia Leal tomou a decisão de não atender presencialmente nenhum cliente, mas fez serviços através da Internet. "Estive 48 dias sem trabalhar. Fiz serviço através da câmara onde me pediam de tudo. Mas é mais difícil atingir o público. Mas consegui ter dois clientes de Angola que já cá vieram e já estivemos juntos", confidenciou. 

Na entrevista, a antiga concorrente da 'Casa dos Segredos' garantiu que tem prazer com todos os clientes com que se envolve. "Eu gosto um bocadinho de todos".

Durante a sua estadia no reality show ficou a saber-se que tinha tido uma relação com Jorge Nuno Pinto da Costa. Andreia deixou vários elogios ao dirigente do FC Porto. "Ele é das pessoas mais maravilhosas do mundo. Tem cultura, deu-me mimo, sabe ouvir e dar opinião sem fazer exigências. Ele não é aquilo... O futebol é uma carapaça. Já não falamos há muito tempo mas se for preciso, ligo", garantiu. 

Andreia Leal tem três filhos e não esconde a sua profissão em casa. "A Benedita é uma rocha. Ela ganhou essa força porque eu era stripper e ela ficava com o Salvador. Eu precisava de dinheiro". Perante esta afirmação, Goucha questionou o porquê de não ter optado por outra saída. "Eu gosto do que faço". Como os seus filhos cresceram ao ver a mãe a ser acompanhante de luxo, Andreia garante que já estão habituados. "Fala-se abertamente. É normalíssimo. Mas ninguém sabe o nome nem quem são os meus clientes. São todos 'Francisco'", garantiu.

Embora se assuma como o "CR7 do sexo" nem sempre teve uma vida fácil. Quando chegou pela primeira vez à Suiça, Andreia Leal recordou que fez sexo com 56 homens na mesma noite. "Atendi 56 homens numa noite num cabaré, na Suiça. Era degradante. Não comecei logo com o brilho como o CR7". Face a esta confissão, o apresentador questionou a convidada se não se tinha sentido "suja". "Sentimo-nos sujas, usadas. Mataram a Andreia nessa noite", confessou.

A convidada contou, ainda, que os seus atuais clientes se tratam de jovens. "Toda a gente me conhece. São miúdos com 24 e 25 anos que me contratam. Mas têm de ter dinheiro porque não sou barata", contou. Andreia revelou, ainda, que, por vezes, é exclusiva dos clientes quando viaja na companhia deles. "Em junho vou para o Dubai com um cliente português. Já estivemos juntos um mês e meio".

Em relação ao futuro, a convidada de Manuel Luís Goucha garante que está bem financeiramente. "Tenho dinheiro suficiente para quando parar. Vou-me reformar quando quiser"

No final da entrevista Andreia Leal afirmou ao apresentador que o importante é o bem estar dos filhos. "O que faço é pelos meus filhos", e garantiu, ainda, que caso lhe pedissem para parar ela deixava a vida de acompanhante de luxo. 

Andreia é mãe de Benedita, de 26 anos, de Salvador, de 18, e Maria, de nove.
Mais sobre
artigos relacionados
Newsletter
topo