Angélica Jordão devastada após perder a filha: “Só consigo viver com calmantes”

Jovem luta para superar a dor de ter perdido a filha às 23 semanas de gravidez.
Angélica Jordão
Angélica Jordão
Angélica  Jordão chora a morte da bebé Lua
Angélica Jordão
Angélica Jordão
Angélica Jordão
Angélica Jordão
Angélica  Jordão chora a morte da bebé Lua
Angélica Jordão
Angélica Jordão
22 mai 2021 • 18:59
"Estou completamente de rastos. Neste momento, só consigo mesmo estar de pé com calmantes. Como pouco e só porque a minha família me obriga". Foi desta forma que Angélica Jordão desabafou com a ‘Vidas’ sobre os últimos dias que tem vivido, após ter perdido a filha Lua às 23 semanas de gravidez, no dia 5 de maio.

As cerimónias fúnebres decorreram esta quarta-feira, 19 de maio, e abalaram profundamente a cunhada de Diogo Piçarra.

O marido, Jacob Kane, tem sido essencial para a ajudar superar este momento difícil que está a viver. "Ele tem sido muito forte. Eu sei que ele vai chorar para a casa de banho porque já ouvi. Tenta ser forte para mim porque eu só quero estar deitada", contou.

Recorde-se que Angélica deixou de sentir o bebé às 23 semanas de gestação e decidiu ir às urgências. Quando lá chegou, já nada havia a fazer. A jovem acabou por dar à luz a bebé sem vida, num momento muito duro.

"A Lua era uma menina completamente formada, ela só precisava de ganhar o peso", recordou com enorme tristeza.
Mais sobre
artigos relacionados
Newsletter
topo