Ângelo faz tabu sobre injeção de testosterona

Ator diz que tinha sintomas de gripe e anemia e que foi internado devido a uma bactéria. Cristina nunca confrontou o ator.
angelo rodrigues
angelo rodrigues
07 dez 2019 • 22:51
Ângelo Rodrigues deu, este sábado, a primeira entrevista desde que saiu do hospital, há cerca de um mês e meio, mas nunca explicou verdadeiramente as razões que o levaram a ser internado.

O ator, de 32 anos, disse que tinha sintomas de gripe, anemia e que contraiu uma bactéria, mas nunca falou - nem foi questionado por Cristina Ferreira - sobre a injeção de testosterona que lhe provocou uma infeção generalizada.

"Eu comecei a sentir que o meu corpo me estava a falhar. Eu quase nunca fico doente e não sou de ir ao médico, não gosto. Comecei a sentir febre, tinha quebras de força, vómitos, estava com um princípio de anemia, já não estava bem fisicamente. Achei que era uma gripe que não estava a passar, porque já tinha tomado alguns antibióticos", disse Ângelo na entrevista, acrescentando: "Fui de urgência para o hospital e o quadro era péssimo. Mas mandaram-me para casa, com a minha autorização. Sou a prova viva que a vida pode ser um sopro e que de repente já não estamos cá".

O ator contou que, durante os dois meses que passou internado, foi operado sete vezes, que as mudanças no seu corpo são grandes e que ainda se está a habituar com a nova imagem que vê no espelho.

"Sabia que alguma coisa tinha alguma coisa tinha acontecido com a minha perna, mas não quis ver. Tive dois meses sem conseguir olhar para a perna. Só no último dia em que tirei as ligaduras e vi as marcas que este acidente trouxe ao meu corpo, é que olhei. Fiz a reconstrução da minha vida. Abriram-me grande parte da perna, tenho uma cicatriz enorme. A minha maior luta tem sido viver em paz com a minha imagem, ter consciência de que o meu corpo nunca vai ser o mesmo. Mas é só uma questão estética".

Só muito vagamente, e no final da entrevista, Ângelo abordou o assunto do culto do corpo para admitir que começou a ser presença assídua no ginásio para combater uma baixa auto-estima. "Quando eu era adolescente era muito magro, tinha uma auto-estima baixa, sofri bullying numa fase da minha vida, aos 13 anos. E isso deixa marcas para o resto da vida".

Perante a ausência de questões, Cristina viu-se obrigada a esclarecer o assunto nas redes sociais. "Não fiz qualquer referência ao que desencadeou a infeção a pedido do próprio Ângelo e por um motivo que será partilhado mais tarde. No entanto, acho que assumir o erro é quanto baste. Este processo pelo qual ele está a passar é muito longo. Há muita coisa que foi apagada do seu cérebro", justificou.
Mais sobre
artigos relacionados
Newsletter
topo