Ângelo Rodrigues em flirt com mulher árabe

O ator contou uma história curiosa que o marcou durante a viagem à Jordânia.
Ângelo Rodrigues viajou para a Jordânia
Ângelo Rodrigues viajou para a Jordânia
Ângelo Rodrigues viajou para a Jordânia
Ângelo Rodrigues viajou para a Jordânia
Ângelo Rodrigues viajou para a Jordânia
Ângelo Rodrigues viajou para a Jordânia
21 jan 2020 • 14:18
A fazer grandes progressos na recuperação, Ângelo Rodrigues tem estado a aproveitar uma viagem à Jordânia.

Entre passeios, o ator tem partilhado alguns dos momentos. Depois de ter mostrado a visita a um teatro romano, Ângelo surpreendeu com uma história curiosa que aconteceu num inesperado encontro com duas mulheres árabes que lhe chamaram a atenção.

"O meu olhar recai nelas, porque não consigo esconder o meu interesse. Duas mulheres, 25 anos, esguias", começou por contar o ator.

"Estão sentadas numa mesa à minha direita. Sei que a curiosidade que tenho por elas pode facilmente ser confundida com assédio, mas, mesmo sabendo que poderei ter problemas, rapidamente sou traído pela minha insensatez", conta ainda, confidenciando que "desde o problema que teve no passado", tem andado "de mão dada com o perigo".

"Uma delas - a que está de costas para mim - tira o pedaço de tecido negro que lhe tapa a boca e começa a pintar os lábios", descreveu.

"O meu cérebro entra em curto circuito e auto recrimina-se, por não estar a conseguir processar a natural feminilidade daquelas mulheres. É que apesar de viverem escondidas, a vaidade não as abandona", disse ainda o rosto da SIC, que considera que naquele país o "mistério é mais pujante" para "quem vem de uma cultura ocidental". O ator realçou o quanto deve ser difícil "escolher uma parceira que fechasse uma permuta sexual de mútuo acordo, baseando-se apenas na intensidade dos olhares".

Ângelo continuou a descrever a situação caricata: "É impossível escapar ao clima lascivo que ela criou. Tenho-a a olhar fixamente para mim, enquanto balança a perna esquerda, apoia o cotovelo na mesa e segura o rosto com o polegar e o indicador. Já vi romances começarem com muito menos."

Apesar da atração sentida por ambos, Ângelo confessa que por estar "habituado a que a geometria da sedução seja outra", acabou por ficar sem jeito e concentrar-se em olhar para a tela do telefone, constrangido.

A mulher acabou por sair do espaço onde se cruzaram, mas parece que o momento ficou na memória de Ângelo e vai ser guardado nas suas recordações.

"Estou ainda a indagar sobre se poderia ter forçado uma interação ou não. O meu arrependimento chicoteia-me e diz-me que nunca saberei. Morrerei assim, para sempre na dúvida", terminou o artista.

Recorde-se que Ângelo Rodrigues deixou recentemente de viver com a mãe, e voltou a viver com os amigos. A recuperação que tem enfrentado tem corrido pelo melhor, depois do pesadelo de ter estado entre a vida e a morte após uma infeção causada por uma injeção de testosterona.




Mais sobre
artigos relacionados
Newsletter
topo