Aniversário de casamento de Letizia e Felipe manchado por polémicas

Reis de Espanha passaram o seu décimo sexto aniversário a trabalhar por conta da crise pandémica. Mas há quem garanta que o divórcio está cada vez mais iminente
Letizia, Felipe
Felipe e Letizia
Letizia, Felipe
Felipe e Letizia
02 jun 2020 • 14:26
Numa altura em que os rumores sobre o divórcio entre os reis de Espanha voltam às páginas de alguns jornais, Letizia e Felipe VI viveram um dos seus aniversários de casamento (22 de maio) mais estranhos. Desta feita, o casal real passou o dia a trabalhar por conta da pandemia que fez mergulhar o país numa crise sanitária, económica e social.

A rainha começou a manhã numa reunião por videoconferência com representantes da Federação Nacional de Instalações Desportivas e Academias (FNEID) para se inteirar de como a crise da Covid-19 afeta um setor que presta serviços desportivos a mais de 5,5 milhões de pessoas e conta com mais de 214 mil empregos.

Enquanto isso, Felipe VI estava reunido com o setor da logística e distribuição sobre as medidas a tomar para garantir competitividade e eficiência na saída da crise. Posteriormente o casal real reuniu-se em mais uma videoconferência, desta feita com a Confederação Espanhola de Comércio, que se centrou nas dificuldades pelas quais está a passar o comércio local.

Esta não é a primeira vez que o aniversário de casamento dos reis é manchado por questões extramatrimoniais. Recorde-se, inclusive, que o próprio casamento dos reis se realizou debaixo de um clima de grande tensão e dor social, dois meses depois dos atentados do 11 de março em Atocha, em que 193 pessoas perderam a vida e mais de duas mil ficaram feridas.

O décimo sexto aniversário de casamento de Felipe VI e Letizia acontece um mês depois de alguma imprensa alemã, uma das mais atentas à vida da casa real espanhola, garantir que Letizia estava grávida do seu terceiro filho e que o palácio de Zarzuela estaria apenas à espera que passasse esta fase da pandemia para anunciar a gravidez.

Outra imprensa, no entanto, garante que a hipótese de divórcio volta a estar iminente na vida do casal, fruto de alguns desentendimentos e de alguns conflitos no seio da família real que têm raízes antigas, a começar por Juan Carlos, que sempre se opôs ao casamento do filho. Há mesmo algumas fontes próximas de Letizia que afiançam que a rainha teria voltado a informar-se sobre as consequências que podia ter para si e para as suas filhas um pedido de divórcio.
Mais sobre
artigos relacionados
Newsletter
topo