Anjos: "Vinte anos depois ainda cá andamos"

Os irmãos Nelson e Sérgio Rosado cantam hoje no Campo Pequeno, para assinalarem duas décadas de percurso. O pretexto para falar sobre a nova vida do projeto.
Anjos
Anjos
15 nov 2019 • 14:55
"Nunca fizemos um espetáculo com tanta e tão grande produção." A garantia é de Nelson Rosado que, juntamente com o irmão Sérgio, sobe esta noite ao palco do Campo Pequeno, em Lisboa, para comemorar os vinte anos do projeto Anjos.

O espetáculo, que precisou de três dias de montagem e que envolve mais de 200 pessoas, conta com uma forte produção vídeo, seis ecrãs gigantes e um "palco como nunca esteve montado no Campo Pequeno", garante Nelson. Ao vivo estarão também oito convidados surpresa, "músicos bem conhecidos da nossa praça", seis dos quais já trabalharam com o grupo, e dois que fazem agora a sua estreia com os irmãos Rosado.

"Entre os convidados teremos duas cantoras, uma da nova geração e outra mais antiga. Vão ser duas horas de espetáculo ‘non stop’ recheado de canções dos Anjos que serão apresentadas por ordem cronológica", revela. Montado sem qualquer patrocínio, o espetáculo será gravado para posterior edição em CD e DVD.

Formados em 1999 e batizados ‘Anjos’ por causa do nome carinhoso que a avó Gilda lhes chamava em crianças, a dupla goza hoje de um novo e inesperado impulso na carreira, motivado pelos sucessos dos dois últimos singles ‘Para Longe’ e ‘Eterno’.

"Quando regressámos em 2017 com o álbum ‘Longe’, havia uma expectativa enorme porque já não editávamos há oito anos. Acho que de certa forma nos tínhamos acomodado à nossa agenda de concertos. Tínhamos, claro, algum receio que o nosso regresso fosse um ‘flop’, mas acho que valeu a pena esperar. Hoje sabemos que foi um tiro certeiro", diz Nelson. "A verdade é que vinte anos depois ainda cá andamos. Acho que somos dos poucos, nós e o João Pedro Pais."

Tendo passado o ano de 2019 na estrada, como há muito já não acontecia ("regressámos a locais onde não tocávamos há 15 anos", garante o cantor), os Anjos foram apanhados de surpresa por um sucesso que não estava nos planos quando, em 2018, gravaram ‘Eterno’, um tema com letra e música de Sérgio Rosado e com o qual o cantor tinha surpreendido a mulher em plena igreja, na cerimónia do casamento de ambos. "Para oficializar a sua relação de vinte anos, o Sérgio decidiu fazer aquela música lindíssima e ela tornou-se viral. Isso traduziu-se numa digressão fabulosa. Percebemos que o projeto embalou outra vez."
Mais sobre
artigos relacionados
Newsletter
topo