Antiga jornalista denuncia que foi vítima de assédio sexual na SIC

Barbara Guevara expôs caso após Sofia Arruda revelar ter ficado sem trabalho por ter negado sexo
Bárbara Guevara denuncia assédio sexual na SIC
Bárbara Guevara denuncia assédio sexual na SIC
20 abr 2021 • 12:29
A denúncia de Sofia Arruda no 'Alta Definição', na SIC, de ter sido vítima de assédio sexual por "uma pessoa com muito poder dentro de uma estação de televisão, de uma produtora" que resultou do seu afastamento na TVI, fez 'outras vozes' abrirem o coração para revelarem que sofreram do mesmo.

No passado domingo, 18 de abril, Barbara Guevara, antiga jornalista, denunciou, através das sua página da Twitter, que passou pela mesma situação que Sofia Arruda, mas na estação de Paço de Arcos. "Durante anos, fui alvo de assédio sexual e abuso de poder (chantagem), sobretudo quando trabalhava em televisão enquanto jornalista, na SIC. Ao longo desse tempo, outras miúdas confidenciaram-me relatos semelhantes, com as mesmas ou outras pessoas", afirmou.

A atual terapeuta de Desenvolvimento Pessoal lamentou, ainda, que este crime prescreva muito rápido, ainda por cima se as vítimas demorarem a falar sobre o caso. "Na lei, os casos de abuso sexual e assédio prescrevem ao fim de seis meses. Sabem quanto tempo precisa uma pessoa de perceber o que aconteceu? Sabem quanto tempo mais uma pessoa precisa para ter coragem para falar? A lei precisa ser revista JÁ, para que estes gajos parem JÁ". 

A antiga jornalista garantiu que não vai dar nomes de que a assediou. "Algumas das pessoas não eram da SIC e outras que o eram já transitaram para outros canais. É transversal ao meio e não a uma "casa" em particular. E não, não devo dizer nomes, porque seria difamação. Devemos sim falar disto, como sociedade, para se educarem as mentalidades". 

Recorde-se que Sofia Arruda denunciou mais casos de assédio sexual
Mais sobre
artigos relacionados
Newsletter
topo