Atriz espanhola escreve texto comovente após a morte do filho: "Eras a minha vida e agora não há nada"

Ana Obregon escreve texto emotivo sobre a maior dor da sua vida, depois de ter perdido o filho, de apenas 27 anos.
Ana Obregon e o filho
Ana Obregon e o filho
Ana Obregon e o filho
Ana Obregon e o filho
30 mai 2020 • 19:20
Ana Obregon enfrenta os momentos mais dramáticos da sua vida, semanas após a morte do filho, aos 27 anos, após uma longa e dolorosa batalha contra o cancro.

Através de um texto comovente e emotivo, a atriz espanhola decidiu quebrar o silêncio sobre a perda prematura de Álex para, de coração partido, afirmar que a sua vida "apagou-se".

Num longo relato de homenagem, Obregon não conteve a emoção.

"Meu querido filho, sei que nunca gostaste que falasse de ti publicamente, mas é o que me pede o coração e agora que tenho um pouquinho de força tinha que agradecer as milhares de mensagens de carinho que tenho recebido", começou por escrever Ana, recordando o percurso de sucesso do jovem até ser atingido pela doença.

"Até que um dia a palavra cancro apareceu nas nossas vidas. Lutaste de forma valente durante dois anos contra essa maldita doença e sempre com um sorriso. Demasiado nobre para ter lugar neste mundo. Meu guerreiro, de sorriso eterno, apesar da dor, dos meses no hospital e do sofrimento... Para mim foi uma honra estar a teu lado, de mão dada nesta batalha sem descanso".

Ana Obregon termina o texto ao falar sobre a dor profunda de uma mãe que perde um filho.

"Que te posso dizer, filho? Que eras/és a minha vida e agora não há nada. Que perder um filho é morrer e ter a obrigação de viver. E tu querias viver, casar e ter cinco filhos. Muitas noites no hospital pedimos juntos a Deus para te curar, e ele não nos fez caso. Agora só peço que te possa voltar a abraçar muito em breve, porque sinto a tua falta de uma forma insuportável. Meu Álex, foi e é um provilégio ser tua mãe. Amo-te desde sempre e para sempre".

O texto está a comover os fãs de Ana, que acompanharam de perto a história dramática.
Mais sobre
artigos relacionados
Newsletter
topo