Atriz porno de Trump detida em clube de striptease

Stormy Daniels foi presa por se ter deixado tocar por clientes de forma sexual.
Stormy Daniels e Trump
Stormy Daniels e Trump
Foto: Direitos Reservados
13 jul 2018 • 01:30
Rute Lourenço
A atriz porno Stormy Daniels, que garante ter tido um caso com Donald Trump no passado, volta agora a dar que falar por ter sido detida no estado norte-americano do Ohio quando atuava num clube de striptease.

De acordo com a imprensa internacional, a atriz deixou-se tocar pelos clientes de forma sexual enquanto se despia no palco, o que motivou a sua detenção, uma vez que naquele estado dos EUA tal é expressamente proibido.

O caso foi revelado pelo advogado de Stormy Daniels, que afirma que tudo aconteceu por causa do escândalo em torno do presidente dos Estados Unidos e teve a ver com razões políticas.

"Isto raia o desespero. Vamos lutar contra todas as acusações falsas", fez saber através do Twitter, acrescentando ainda: "É absurdo que a Justiça esteja a usar recursos para fazer uma operação num clube de striptease, relacionada com clientes que tocam nas dançarinas de forma não sexual".

Recorde-se que Stormy Daniels afirmou ter tido uma noite de sexo com Trump quando Melania tinha acabado de dar à luz o seu único filho. O caso veio a público porque a atriz garantiu que, durante a campanha eleitoral, o advogado do político lhe pagou 105 mil euros pelo seu silêncio.

Daniels afirma ter sido mais tarde ameaçada por pessoas ligadas ao presidente dos EUA, contra as quem moveu dois processos judiciais.
Mais sobre
artigos relacionados
Newsletter
topo