Atriz Sara Barradas foi burlada em milhares de euros pela própria mãe

Felisbela Dias recebeu 13 mil euros mas negócio de compra de casa em Lisboa nunca aconteceu.
Sara perdoou a mãe, Felisbela, após ser visada pelas suas burlas
Sara perdoou a mãe, Felisbela, após ser visada pelas suas burlas
Foto: Direitos Reservados
19 jan 2021 • 01:30
Rute Lourenço
O esquema de burlas montado por Felisbela Dias, e que levou à sua condenação a sete anos de pena efetiva, atingiu os familiares mais próximos, entre os quais a própria filha, Sara Barradas. No processo, a que o CM teve acesso, pode ler-se que a empresária – que dizia ter um contacto privilegiado com um alto cargo bancário com acesso a casas a preços de saldo – propôs à atriz e ao marido, José Raposo, um negócio bastante vantajoso: a compra de cinco imóveis em zonas nobres de Lisboa por um preço acessível. Sara entregou um sinal de 13 mil euros à mãe e ao companheiro desta – João Almeida, igualmente condenado por burla – mas o negócio nunca foi concretizado. No dia em que a escritura iria decorrer, a mãe de Sara desculpou-se, afirmando que Filipe, o tal contacto que dizia manter, não atendia o telemóvel, simulando ter sido ela a enganada no caso.

Apesar de ter sido lesado, o casal de atores não se juntou ao leque de sete pessoas que apresentaram queixa contra Felisbela. Entre eles, estão a atriz Maria João Abreu e o marido, João Soares, o irmão de José Raposo e a mulher deste e o irmão do marido de Felisbela. No total, a mãe de Sara e o companheiro conseguiram, com as burlas, atingir uma quantia de 290 mil euros, sendo que devolveram alguns sinais aos lesados, num valor total de 70 mil euros.

Em tribunal, a mãe de Sara Barradas mostrou-se arrependida, afirmou sentir vergonha dos atos cometidos e disse que foram as dificuldades financeiras que a levaram a começar o esquema de burlas. Na altura, afirmou que ela e o marido não conseguiam suportar uma renda de 1300 euros, em Lisboa, e as despesas com as filhas, entre as quais uma menor, hoje com quatro anos.

Felisbela, que perdeu o recurso levado ao Tribunal da Relação, aguarda agora pelo resultado do apelo ao Supremo Tribunal de Justiça. Os crimes foram praticados entre 2014 e 2017.

Aliciados com casa em Sesimbra
Maria João Abreu e o marido, João Soares, tomaram conhecimento através de José Raposo (‘ex’ da atriz) que Felisbela tinha acesso a um leque de imóveis penhorados e que poderiam ser adquiridos a um preço muito abaixo do valor de mercado. Foi-lhes sugerida a compra de um apartamento em Sesimbra, na praia da Califórnia, por 39 800 euros. O casal deu à mãe de Sara 6870 euros como sinal e acabou sem o dinheiro e sem o apartamento.

Casal protege Felisbela na Justiça
Apesar de ter sido vítima de burla, Sara Barradas optou por nunca mover uma ação judicial contra a mãe, assim como José Raposo. A atriz perdoou a progenitora e mantém-se a seu lado nos dias mais negros.

Cleide defende lesado
Cleide Senhorães, que se tornou conhecida por ter participado na ‘Casa dos Segredos’, da TVI, e entretanto finalizou o curso de Direito, foi uma das advogadas envolvidas no processo, defendendo um dos lesados pela mãe de Sara Barradas. A jovem entrou para a Ordem dos Advogados em 2013 e tem escritório em Lisboa. Já admitiu arrependimento por ter entrado no reality show.
Mais sobre
artigos relacionados
Newsletter
topo