Bastet internada com ameaça de parto

Às 29 semanas de gravidez
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
importa
26 mar 2013 • 09:11

Internada num hospital de Lisboa, Bastet Cabeleira mostra-se agora mais tranquila, depois de um grande susto.

A bailarina começou a sentir contrações e os médicos acharam melhor permanecer em vigilância. “Foi assustador perceber que estava em iminência de parto”, diz ao Correio da Manhã a mulher do guitarrista João Cabeleira – que só amanhã saberá quando terá alta.

“Agora sinto-me bem e com o bebé também está tudo ótimo. Mas perceber que o meu filho poderia nascer prematuro, às 29 semanas, foi um drama”, refere Bastet Cabeleira, acrescentando: “Estava superfeliz, porque ia fazer uma ecografia de rotina do terceiro trimestre e, de repente, dei por mim internada”.

Ao seu lado, conta a bailarina, tem estado o marido. “O João é um grande companheiro. Está comigo todos os dias e só não faz mais porque não pode”, adianta Bastet Cabeleira que acredita que o pior já passou.

Mais sobre
artigos relacionados
Newsletter
topo