Bens de Luciana Abreu investigados pelo tribunal após divórcio de Daniel Souza

A casa da cantora foi ‘visitada’ por duas agentes de execução e pela GNR.
Luciana Abreu
Luciana Abreu
Foto: Direitos Reservados
13 jun 2019 • 01:30
Patrícia Correia Branco
No dia 4 de junho, a casa de Luciana Abreu foi ‘visitada’ por duas agentes de execução que, acompanhadas pela GNR, fizeram o levantamento de todos os bens existentes no interior.

Segundo a revista ‘TV Mais’, a cantora não estava em casa, por ter sido o dia em que viajou para o Dubai, e a porta foi aberta por Ana Micaela, sua assessora e amiga. "A Ana ligou logo à Luciana, que ficou surpresa com aquilo tudo. Não estava à espera, mas ficou tranquila, porque não tem nada a esconder", contou ao CM fonte próxima da cantora.

Segundo o CM apurou, esta decisão judicial deverá fazer parte do processo de divórcio de Luciana e de Daniel Souza, pai das gémeas, Amour e Valentine, de ano e meio.

"É preciso analisar todos os bens para que, a meio do processo, não desapareçam coisas. É normal acontecer, quando um dos cônjuges faz o pedido ao tribunal", diz a mesma fonte, garantindo que o contacto entre Luciana e o guia turístico tem sido muito pouco: "Ele mal tem visto as filhas e está muito triste com isto tudo".

Atriz luta pelas filhas
A par com o processo de divórcio, Luciana Abreu também luta em tribunal pela custódia das quatro filhas, contra os dois ex-maridos: Yannick Djaló (pai de Lyonce e Lyannii) e Daniel Souza (pai de Amour e Valentine).
Mais sobre
artigos relacionados
Newsletter
topo