Boris Johnson diz que o seu cão teve Covid

Dylan apresentou sintomas da doença.
Boris Johnson e a noiva, Carrie Symonds, com o cão Dylan
Boris Johnson e a noiva, Carrie Symonds, com o cão Dylan
Foto: EPA
01 dez 2020 • 01:30
O primeiro-ministro britânico acredita que o seu cão, Dylan, teve coronavírus, na mesma altura em que esteve doente, internado com complicações resultantes da doença.
Segundo fontes próximas de Boris Johnson revelaram ao jornal ‘The Sun’, o jack russell terrier, que ficou aos cuidados da noiva, Carrie Symonds, estava letárgico e apático.
"Não podemos afirmar com certeza, mas a verdade é que na mesma altura em que o primeiro-ministro se encontrava doente o cão mal se mexia, estava sempre cansado e nem queria sair para dar o habitual passeio", diz a fonte.

Recorde-se que o primeiro-ministro britânico sofreu com complicações do coronavírus e, com dificuldades respiratórias, teve de ser internado para receber oxigénio. A companheira, que estava grávida, teve sintomas mais ligeiros do novo coronavírus.
Mais sobre
Newsletter
topo