Cantora Dina precisa de transplante de pulmão

Voz de 'Amor de Água Fresca' luta contra uma fibrose pulmonar grave.
dinaframe
dinaframe
15 jan 2018 • 14:25
João Monteiro de Matos
Na semana em que foram anunciadas grandes novidades sobre o espetáculo da Eurovisão em Portugal, sabe-se também que a eterna concorrente Dina, vencedora em 1992 do Festival da Canção da RTP, luta contra uma fibrose pulmonar grave e necessita de um transplante de pulmão urgentemente.

A doença foi-lhe diagnosticada há 12 anos, mas a evolução clínica não tem sido favorável, tendo-se agravado nos últimos tempos. Enquanto aguarda que a chamem para receber um pulmão, a cantora de ‘Amor de Água Fresca’ necessita de estar com uma garrafa de oxigénio 24 horas por dia para, assim, conseguir respirar e manter-se viva. "Limita-me muito.

Não se tem força para muita coisa", afirmou a cantora em entrevista à ‘TV7 Dias’. A artista, de 61 anos, descobriu que estava doente após ter sentido uma forte dor no peito e ter dificuldades em respirar.


Estatura deve ser idêntica

Para a realização de um transplante de pulmão é necessário que haja compatibilidade de sangue e de estatura entre o doente e o dador, uma vez que o tamanho do órgão a ser transplantado deve ser compatível com a caixa torácica do doente. A fibrose pulmonar ocorre quando existe um endurecimento e redução do tamanho dos pulmões progressivamente. 



Mais sobre
Newsletter
topo