Carolina Deslandes abre o coração e fala sobre o autismo do filho: "Deixou de responder pelo nome"

A cantora recorda que Santiago ficava muitas vezes a olhar para o vazio e tinha medo do barulho.
Carolina Deslandes e o filho Santiago
Carolina Deslandes e o filho Santiago
Foto: Instagram
19 mar 2020 • 15:25
Carolina Deslandes revelou, em outubro do ano passado, que o filho mais velho, Santiago, de três anos, sofre de uma perturbação do espectro do autismo. O menino começou a dizer as primeiras palavras há pouco tempo, algo que deixou a cantora emocionada.

Esta quinta-feira, dia 19 de março, Carolina deixou um vídeos nas sociais em que falou sobre a doença do filho. Antes de dar dicas aos pais, a intérprete de 'Amor para a Vida Toda' alertou sobre comentários descontextualizados que são feitos sobre autismo. "A primeira coisa a fazer é acabar com a palavra autista como um adjetivo/característica que se usa em conversas banais. Isto tem de acabar. É uma coisa que me chateia e muitas vezes eu não digo nada porque não quero parecer que estou a levantar uma bandeira por tudo, mas efetivamente é uma coisa que me chateia", afirma.

A carregar o vídeo ...
Carolina Deslandes fala sobre autismo de Santiago



Carolina Deslandes confessa que recebe várias mensagens de pais preocupados com a possibilidade de os filhos também serem diagnosticados com autismo. "Se vocês repararem alguns sinais destes nos vossos filhos não se perde nada em levar a um pedopsiquiatra", começa por dizer. "Quero alertar-vos para uma coisa: o mais importante não é o diagnóstico. Para nós nunca foi. A nossa preocupação foi falar com alguém que tem mais conhecimento do que nós e que nos ensina a lidar com o nosso filho nas suas diferenças e a fazer aquilo que nós conseguimos para torná-lo uma pessoa feliz e para estarmos próximo dele".

A cantora recorda que o filho começou a ter comportamentos estranhos, que a levaram a procurar respostas. "Se vocês notam que os vossos filhos andam muito de bicos dos pés, que não conseguem estar em sítios com muitas pessoas, que o barulho os incomoda, que tendem a repetir os mesmos sons como se fosse uma lengalenga, se têm a tendência para baloiçar e de arrumar os objetos numa linha", Carolina Deslandes aconselha procurar um médico. "Uma vez cheguei à sala e o Santiago tinha pegado numa caixa de 50 tampões e tinha posto todos a atravessar a sala. O Santiago começou a desenvolver um pânico total por barulhos de batedeiras, de aspiradores e de secadores. Hoje em dia já não, mas na altura foi uma das coisas que nos alertou". Outro pormenor que levou a Carolina Deslandes e ao marido Diogo Clemente ficarem preocupados foi quando o filho não reagia. "Outra coisa que nos alarmou foi a perda constante de conhecimentos previamente adquiridos, ou seja, ensinarmos uma coisa e ele aprender e passado dois dias já não se lembrava. Deixou de responder pelo nome e ficava muitas vezes com o olhar focado no vazio".

Carolina Deslandes confortou os pais que tenham os filhos com o mesmo diagnóstico. "Aprendam que se confirmar que os vossos filhos têm alguma coisa é abrir a porta para um novo universo. Entrem nesse universo. Não tenham medo. É diferente, mas maravilhoso. É um universo altamente sensorial em que se conhece o mundo pela mão, pelo cheiro, pelo paladar em que não se racionaliza demasiado as nossas emoções e as nossas motivações".

Para além de Santiago, Diogo Clemente e Carolina Deslandes são pais de Benjamin, de dois anos, e Guilherme, de um.




Mais sobre
artigos relacionados
Newsletter
topo