Charlize Theron é cada vez mais odiada em Hollywood

Sem papas na língua, a atriz é acusada de insultar os colegas e já ninguém quer trabalhar com ela.
Charlize Theron
Charlize Theron
04 set 2020 • 14:03
Sónia Dias
Éuma das atrizes mais belas e ta- lentosas de Hollywood. Mas nem isso a impede de ser, também, uma das mais odiadas.

Charlize Theron sempre foi conhecida por não ter papas na língua e por dizer tudo aquilo que pensa, o que nem sempre joga a seu favor.

De acordo com o ‘National Enquirer’, a atriz, de 44 anos, é acusada de humilhar colegas do sexo masculino e de criar mau ambiente nos bastidores, pelo que cada vez há menos realizadores a quererem trabalhar com ela.

"A Charlize estraga o dia a toda a gente com as suas críticas, comentários sarcásticos e teimosia em não ouvir mais ninguém a não ser ela própria. Cada vez é mais difícil lidar com ela e está a perder amigos por causa disso", diz uma fonte próxima da atriz à publicação.

A atriz é conhecida pela relação difícil que mantém com os colegas de elenco. Tom Hardy, com quem contracenou em ‘Mad Max: Estrada da Fúria’, foi um deles. "Ela chamou-lhe ‘inseguro’ e disse que aquele papel era demais para ele. Disse ainda que o achava demasiado baixo e nada giro", acrescenta a mesma fonte.

E continua: "A Charlize fez questão que todos soubessem que ela achava que o Tom era uma péssima escolha como sucessor de Mel Gibson, o que o deixou muito magoado". Mais tarde, a atriz admitiu numa entrevista que não teve grande "empatia" pelo facto de Hardy estar a dar o seu melhor.

Outras vítimas
Sean Penn e Steven Seagal também não escaparam à língua afiada de Charlize Theron. Sobre o primeiro, a atriz disse que nunca estiveram noivos e desvalorizou completamente a relação que viveram. "Ela considera que o tempo que estiveram juntos foi um desperdício, uma má experiência", revela uma fonte próxima da atriz.

Já Steven Seagal foi alvo de chacota quando Charlize partilhou um vídeo do ator, de 68 anos, a praticar artes marciais no Japão. "Ela odeia o Seagal. Acha-o uma farsa e condena-o pela forma como trata as mulheres", afirma, adiantando que a atriz não poupa críticas à indústria de Hollywood pela maneira como descarta as suas estrelas femininas quando estas começam a envelhecer.

"Ela sente que é uma injustiça e não se retrai na altura de apontar o dedo a alguns manda-chuvas. Mas ela é mesmo assim e não vai parar", conclui a mesma fonte.

Recorde-se que há muito que Charlize Theron luta contra o sexismo no cinema. Na convenção da Comic-Con São Diego, a atriz denunciou a forma diferente como as mulheres são tratadas nos filmes ação.

Em ‘Um Golpe em Itália’, por exemplo, os produtores reservaram-lhe mais tempo do que aos colegas masculinos para preparar as cenas com automóveis. Mas, no fim, quem acabou por vomitar com a velocidade foi o ‘duro’ Mark Wahlberg.
Mais sobre
artigos relacionados
Newsletter
topo