Cláudia Vieira revela que filha mais velha também está infetada com Covid-19

Atriz está em isolamento com a família.
Cláudia Vieira e as filhas, Maria e Caetana
Cláudia Vieira e a filha Caetana
Cláudia Vieira e João Alves
Cláudia Vieira
Cláudia Vieira
Cláudia Vieira
Cláudia Vieira e as filhas, Maria e Caetana
Cláudia Vieira e a filha Caetana
Cláudia Vieira e João Alves
Cláudia Vieira
Cláudia Vieira
Cláudia Vieira
10 nov 2020 • 14:55

Cláudia Vieira esteve, esta terça-feira, à conversa com Diana Chaves e João Baião no programa ‘Casa Feliz’, da SIC, através de uma videochamada. A atriz, que se encontra em isolamento com as filhas, Caetana, de 11 meses, Maria, de dez anos, e o companheiro, João Alves, começou por contar como tem sido lidar com o vírus e revelou que a filha mais velha também está infetada.

 "(Agora) estou bem e nos últimos dias a conviver com este vírus, espero. Tenho a família toda comigo. Ficámos todos contaminados, a Maria foi a última", começou por dizer.

A atriz da SIC aproveitou para alertar os espectadores para os cuidados a ter em casa: "Nós temos todos os cuidados fora de casa, como é óbvio. Sempre a desinfetar mãos e a usar máscara… em casa estamos mais à vontade e às vezes o vírus pode vir ter connosco e aparecer dentro da própria casa, que foi o caso. Foi uma pessoa que frequenta a minha casa, que ficou contaminada e que nos passou a nós".

"Muitas vezes achamos que se não tivermos muita vida social ou se não andarmos a circular em sítios com muita gente fica tudo controlado, mas não é bem assim", acrescentou.

A estrela da SIC revelou que a bebé de 11 meses foi a primeira a ficar infetada e "uma noite de febre" colocou a família em alerta. "A Caetana deu logo positivo, depois eu e o João. Depois a Maria, por último, que até ia para casa do pai para estar mais protegida, mas começou a ter sintomas e ficou cá", afirmou.

À semelhança da filha mais velha, Cláudia teve "muitas dores de corpo, uma sensação nauseada e dor de garganta". Porém, apenas manifestou sintomas durante três dias.

A atriz explicou ainda que, se ao décimo dia depois do teste não apresentar sintomas, pode retomar a sua vida normal, pois "o vírus deixa de ser transmissível para os outros e deixa de ser um perigo".

 

Mais sobre
artigos relacionados
Newsletter
topo