Clima de guerra está de volta ao clã Aveiro

Dolores reacende tensão com Georgina e a espanhola ‘responde’ nas redes sociais.
Cristiano Ronaldo, Georgina e Cristianinho
Ronaldo, Georgina, Dolores
Georgina Rodríguez e Dolores Aveiro num momento de rara harmonia, em Turim, Itália, com os pequenos Eva, Alana Martina e Mateo, todos de um ano
Cristiano Ronaldo, Dolores Aveiro, Madrid, Alana, Dubai, Georgina Rodriguez
Cristiano Ronaldo, Georgina e Cristianinho
Ronaldo, Georgina, Dolores
Georgina Rodríguez e Dolores Aveiro num momento de rara harmonia, em Turim, Itália, com os pequenos Eva, Alana Martina e Mateo, todos de um ano
Cristiano Ronaldo, Dolores Aveiro, Madrid, Alana, Dubai, Georgina Rodriguez
19 out 2019 • 01:30
Dolores Aveiro já elogiou publicamente a nora, Georgina Rodríguez, para mostrar que as duas fizeram as pazes, depois de meses de costas voltadas, mas a verdade é que o mal-estar está de volta ao clã e já ninguém o consegue esconder. A guerra reacendeu-se depois das declarações da matriarca do clã Aveiro a Cristina Ferreira.

Em conversa com a apresentadora, Dolores assumiu a mágoa por se ter afastado de Cristianinho pouco depois de Georgina ter entrado na vida do filho. "A mágoa que tenho é não estar presente com o meu menino. Quando o Ronaldo decidiu [viver com Georgina Rodríguez] só tive que aceitar... ele não deixa de ser meu filho e se ele está feliz, eu estou feliz", afirmou sem esconder, no entanto, a tristeza pelo afastamento.

Pouco depois das palavras de Dolores, Georgina Rodríguez mostrou-se na piscina da casa do craque, em Turim, numa fotografia em que surge apenas com CR7 e Cristianinho, o que para alguns fãs foi visto como uma provocação à sogra. A tensão entre as duas parece estar para durar.

Provocação com irina
Os primeiros sinais de uma guerra aberta entre sogra e nora começaram quando Dolores pôs ‘gostos’ em várias fotos da ‘ex’ do filho, Irina Shayk. Depois, as duas surgiram visivelmente afastadas no estádio e não esconderam a zanga. Meses depois, voltaram a surgir juntas, mas a verdade é que nunca mostraram empatia. Dolores regressou à Madeira quando o casal se mudou para Itália.
Mais sobre
artigos relacionados
Newsletter
topo