Constança Braddell: "Já nem me via ao espelho porque me assustava"

Jovem conseguiu medicamento para a doença e, ainda, ajudou outros doentes após relato emocionante do seu estado de saúde
Constança Braddell
Constança Braddell
Constança Braddell
Constança Braddell
Constança Braddel
Constança Braddel
Constança Braddel
“Sinto-me tão feliz por me ter sido dada uma segunda oportunidade de viver': Constança festeja de forma sensual
Constança Braddel
Constança Braddel
Constança Braddell
Constança Braddell
Constança Braddell
Constança Braddell
Constança Braddel
Constança Braddel
Constança Braddel
“Sinto-me tão feliz por me ter sido dada uma segunda oportunidade de viver': Constança festeja de forma sensual
Constança Braddel
Constança Braddel
27 abr 2021 • 11:08
A história de Constança Braddell emocionou o país. Aos 24 anos restava-lhe pouco tempo de vida se não tomasse um medicamento de 200 mil euros para a fibrose quística. O seu relato fez com que em uma semana estivesse a ser administrado o fármaco que lhe mudou a vida. A jovem esteve, esta segunda-feira, à conversa com Júlia Pinheiro, no 'Júlia', na SIC, onde recordou como descobriu a doença e falou sobre a onda de solidariedade que recebeu após expor situação.

Na conversa intimista, Constança revelou que reconhecia alguns sintomas, mas que sempre afirmou ter asma para não saberem a gravidade da doença. "Sempre tive aquela coisa de não terem pena de mim e sempre tentei esconder um bocado", relatou. O diagnóstico de Fibrose Quística chegou quando tinha três meses, mas só percebeu que estava doente com oito anos.    

No início de 2020, o seu estado de saúde piorou depois de uma viagem que fez ao Brasil. "Comecei a ficar com febre e percebi que estava com uma infeção", contou. Mas achou que o que tinha despoletado o estado febril era o clima tropical. Quando regressou a Portugal tentou resolver o problema com um antibiótico.

Em janeiro de 2021, e a pesar 42 quilos, a solução apresentada a Constança Braddle era um transplante pulmonar. Mas, a jovem acabou por descobrir um medicamento de 200 mil euros que lhe mudaria a sua vida, mas que ainda não era vendido em Portugal. "Eu já nem me via ao espelho porque me assustava com o que via", revelou.

Foi então que Constança Braddell fez um relato nas suas redes sociais a falar sobre a doença e do pouco tempo de vida que lhe restava. "Não estava a acreditar na onda de  solidariedade com o meu apelo", garantiu. Para além de conseguir os 200 mil euros que precisava, ainda conseguiu que outros doentes conseguissem a medicação. 

Quando tomou o medicamento, a jovem relata que foi revolucionário. "Senti logo melhorias desde o primeiro dia", disse, recordando que deixou de usar ventilador. 

Nas suas redes sociais, Constança Braddell mostra que está uma mulher "nova" depois de receber o tratamento que precisava e exibe as suas curvas em fotos sensuais

Mais sobre
artigos relacionados
Newsletter
topo