Corrida de cavaleiras espalha magia na Nazaré

Oito forcados ficaram feridos durante as pegas com touros de grande categoria.
Seis cavaleiras agradecem ao público o carinho demonstrado
Sónia Matias de cabelo ao vento na praça da Nazaré
Forcado colhido por touro
Seis cavaleiras agradecem ao público o carinho demonstrado
Sónia Matias de cabelo ao vento na praça da Nazaré
Forcado colhido por touro
05 ago 2019 • 01:30
Francisco Gomes
A Corrida da Mulher, do Correio da Manhã, na praça de touros da Nazaré, no sábado à noite, foi um evento de grande exuberância feminina na tauromaquia, que revelou várias gerações de talento, com as seis cavaleiras do cartel - Sónia Matias, Ana Batista, Ana Rita, Cláudia, Verónica Cabaço e Soraia Costa, ainda praticante – a mostrarem o seu próprio estilo.

Sónia Matias entusiasmou o público quando desprendeu os seus longos cabelos louros e, empolgada, cravou vários ferros no touro.

"É bom saber que vai haver continuidade de senhoras na festa brava", disse ao CM.

Ana Batista deu espetáculo com o seu cavalo Conquistador, com nota artística e "sentiu o carinho do público", que encheu a praça com mais quatro mil pessoas na assistência.

Os forcados do Ribatejo, Portalegre e das Caldas da Rainha não tiveram tarefa fácil e oito elementos ficaram feridos, dois foram levados para o Hospital de Leiria.

O último touro não foi pegado pelos forcados das Caldas por ter partido a córnea na primeira tentativa. Antes, tinha protagonizado o momento mais emotivo, ao saltar da arena e andar à volta entre barreiras.
Mais sobre
Newsletter
topo