CR7 culpado por divórcio de Gisele e Tom Brady

Depois do jogo, o português terá inspirado o americano a voltar à competição.
Tom Brady e Gisele Bündchen
CR7, Georgina Rodríguez
CR7
Tom Brady e Gisele Bündchen
CR7, Georgina Rodríguez
CR7
07 out 2022 • 01:30
Cristiano Ronaldo está a ser acusado de ter sido o responsável pela separação de Gisele Bündchen e Tom Brady. O principal motivo apontado para a crise na relação de 13 anos é o facto de o jogador de futebol americano ter voltado atrás na decisão de abandonar a carreira. E foi aí que o craque português entrou na equação, de acordo com o ‘The Sun’ e outros órgãos de comunicação internacionais.

É que Tom Brady anunciou que tinha desistido de abandonar a carreira um dia depois de ter assistido a um jogo de Cristiano Ronaldo, no qual este marcou os três golos da vitória do Manchester United contra o Tottenham (3-2) a 12 de março deste ano. Os três golos fizeram de CR7 o jogador com maior número de tentos em jogos oficiais na história do futebol mundial. Tom Brady estava presente no estádio e encontrou-se com o craque português depois da partida. Terá sido inspirado na carreira e no sucesso do futebolista que Tom Brady reverteu a sua decisão e o regresso aos campos do Tampa Bay Buccaneers, curiosamente um clube que é propriedade dos irmãos Glazer, que detêm também o... Manchester United.

A verdade é que o regresso de Brady à competição não terá deixado a brasileira satisfeita, até porque já tinha revelado que queria que o marido, com quem casou em 2009, se reformasse. "É um desporto muito violento, tenho os meus filhos e gostaria que ele estivesse mais presente", disse à ‘Elle’, no mês passado.
Mais sobre
Newsletter
topo