"Cristianinho pediu para eu não morrer": Dolores Aveiro conta drama com AVC

Matriarca da família Aveiro ficou com o lado esquerdo do corpo paralisado.
Dolores Aveiro e Cristianinho sempre mantiveram uma relação de cumplicidade. Mãe de Ronaldo criou o neto como um filho
Dolores Aveiro e Cristianinho sempre mantiveram uma relação de cumplicidade. Mãe de Ronaldo criou o neto como um filho
Foto: Direitos Reservados
01 abr 2021 • 01:30
Carolina Marques Dias
Passou pouco mais de um ano desde que Dolores Aveiro sofreu um AVC. A 3 de março de 2020, a matriarca da família Aveiro acordou no hospital sem perceber tudo o que tinha acontecido. "Deitei-me bem, sem sintomas. Levantei-me para ir à casa de banho e desmaiei. Quando me tentei levantar, percebi que tinha o lado esquerdo todo paralisado. Notei a boca torcida e afetou a vista também", contou numa entrevista a Maria Botelho Moniz, para o ‘Dois às 10’, na TVI, marcada pela emoção. Rapidamente foi socorrida pelo namorado, José Andrade. "O meu companheiro chamou a ambulância. Depois disso, não me lembro de mais nada", recorda. Em pouco tempo, já estava a receber apoio hospitalar, tudo graças à intervenção rápida de Cristiano Ronaldo. "O Ronaldo, lá de Itália, avisou sobre mim e quando cheguei ao hospital fui logo operada."

Dolores, de 66 anos, pensou que ia morrer e, por isso, começou a tratar de assuntos práticos. "Quando abri os olhos e vi a minha filha mais velha, disse-lhe: ‘Elma, toma nota do número do cofre.’ E estava direitinho." Numa das visitas ao hospital, Dolores recorda o pedido que o filho mais velho de Cristiano Ronaldo lhe fez: ‘O Cristianinho pediu para eu não morrer.’" Embora já esteja a recuperar, a mãe de CR7 não esquece que temeu pela vida. "Pedi a Deus para não me levar", contou em lágrimas.
Mais sobre
artigos relacionados
Newsletter
topo