Cristina assume-se “forreta” e “difícil de aturar”

Apresentadora não se perdoa por ter trazido a público pessoas que lhe são queridas.
cristina ferreira
cristina ferreira
Foto: Ricardo Ruella
06 jan 2019 • 01:30
Miguel Azevedo
Uma mulher com "orgulho nas suas raízes", "controladora (desde miúda)", de "poucos namoricos" mas de "grandes paixões", "forreta" e "nada fácil de aturar". Entre outras características, foi assim que Cristina Ferreira, de 41 anos, se apresentou, este sábado, no programa ‘Alta Definição’ da SIC, nas vésperas da estreia do seu novo projeto no canal de Carnaxide (‘O Programa da Cristina’ arranca amanhã de manhã).

Sobre a saída da TVI, que abalou a televisão portuguesa e que muito deu que falar no ano passado, a apresentadora reconheceu que o impacto talvez tenha sido maior do que estava à espera. "Talvez não me tenha preparado para o turbilhão em que fui envolvida nos últimos meses porque, de facto, muito se falou, de tudo, muitas das coisas não correspondem à realidade e tive que aprender a abstrair-me disso tudo porque o meu foco tinha de ser outro", revelou.

Numa entrevista em que abordou, de frente, todos os temas, Cristina Ferreira confessou que continua "a preferir a família", "que é sempre muito calada na vida pessoal", que prefere andar "de cara lavada" sem maquilhagem e revelou que guardará para sempre uma mágoa: a de ter ter trazido a público pessoas que lhe são queridas.

"Fui eu que escolhi fazer televisão, fui eu que escolhi ter uma vida pública e ter feito com que outras pessoas que estavam ao meu lado passassem a ter esse escrutínio público porque estavam ligados a mim… até hoje não me perdoo." Em causa, o filho Tiago e o pai deste, António Casinhas, a quem esteve ligada durante dez anos. "É das pessoas que mais amo na vida. Para sempre. É pai do meu filho, é família para sempre. E isso ninguém me vai tirar."

Na entrevista, disse ainda que não tem problema em dizer de onde vem (Malveira), que é possível subir na vida "só com trabalho", que "nunca se deslumbrou com o dinheiro", mas reconheceu: "É difícil ser a Cristina Ferreira."

Maria Cerqueira Gomes acusada de piada racista
Afinal ainda está para durar a polémica em torno da presença de Mário Machado (líder de um movimento de extrema-direita) no programa ‘Você Na TV’, apresentado por Manuel Luís Goucha. Depois da TVI ter estado debaixo de fogo com queixas na ERC e no Parlamento, é agora a vez da nova coapresentadora do programa, Maria Cerqueira Gomes, estar no centro da críticas.

Tudo por causa de um comentário que, inicialmente, terá passado despercebido: "Eu sou meia arraçada e disse logo ao Manuel Luís para não me deixar sozinha com o Mário." A jovem apresentadora ainda tentou dizer que tudo não passava de uma piada, mas já não se livrou das críticas. 
Mais sobre
artigos relacionados
Newsletter
topo