Cristina Ferreira compara ida para a TVI com regresso de Jesus ao Benfica

Estrela vai ganhar 2,6 milhões de euros/ano. Em 2018 equiparou mudança para a SIC com morte de Diana.
Cristina Ferreira
Cristina Ferreira
10 ago 2020 • 01:30
André Filipe Oliveira
A transferência milionária de Cristina Ferreira da SIC para a TVI - vai passar a ganhar 2,6 milhões de euros por ano - continua a gerar controvérsia.

Cansada das críticas em torno do negócio milionário, a apresentadora decidiu responder e comparou-se, em declarações à ‘Cristina’, ao treinador Jorge Jesus, que trocou recentemente o Flamengo pelo Benfica.

“Esta minha transferência está a par de outra muito mediática - de Jorge Jesus - e vamos olhar para os comentários, que foram feitos em relação a mim e em relação a ele, e percebe-se que o género está muito marcado”, disse.

Indignada com muito daquilo que tem lido, principalmente nas redes sociais, a nova diretora de Entretenimento e Ficção da televisão de Queluz de Baixo quis trazer a público alguns dos comentários que lhe têm chegado repetidamente.

“Fui apelidada de gananciosa, de só querer o poder, de ser o dinheiro que me move. Nunca vemos estes termos associados a um homem”, afirmou.

Esta não é a primeira vez que Cristina Ferreira se compara a outras figuras de importância mediática. Em agosto de 2018, aquando da sua transferência para a SIC, também teve, aos olhos de muitos fãs, um “comentário infeliz”. “Foi como a morte da princesa Diana.

As pessoas não estavam preparadas”, atirou acerca da sua saída da TVI. Nos dias seguintes, a frase tornou-se viral nas redes sociais.

Cristina Ferreira deixou a SIC para regressar à TVI
Cristina Ferreira assume funções na TVI a partir de 1 de setembro. Questionada acerca de outras possíveis transferências para o canal, foi assertiva.

“Acho que não nos falta ninguém! Agora estamos com o grupo certo para podermos ter a TVI de volta. Aquela TVI que conhecemos. Aquela TVI da família, da alegria, de sermos fora da caixa, de fazermos o que nos passa pela cabeça. Creio que não precisamos de mais ninguém”, disse à revista.

Ao regressar ao canal de Queluz de Baixo, Cristina reencontra os amigos Pedro Teixeira e Manuel Luís Goucha.
Mais sobre
artigos relacionados
Newsletter
topo