Cristina Ferreira emociona-se com doente recuperado da Covid-19

Francisco Fonseca esteve internado 21 dias e sete em coma induzido.
Cristina Ferreira
Cristina Ferreira
Cristina Ferreira
Cristina Ferreira
Cristina Ferreira
Cristina Ferreira
Cristina Ferreira
Cristina Ferreira
03 abr 2020 • 14:46
Cristina Ferreira esteve esta sexta-feira, 3 de abril, à conversa com um doente recuperado do novo coronavírus. Francisco Fonseca, que esteve internado 21 dias e 7 em coma induzido, aceitou falar sobre o processo que enfrentou no último mês.

"Fui sempre estando em contacto com a linha de Saúde 24. No primeiro dia tive pouca febre, mas protegi-me logo. Ia jantar com os meus filhos e desmarquei. O estar imune e termos uma alimentação saudável é muito importante", começou por dizer.

Ainda como suspeito, o convidado da estrela da SIC explicou que ao início não colocou a hipótese de ter contraído o vírus.

"Tomei paracetamol e fui mantendo a febre baixa, mas depois acabou por subir. Pensei que estava a combater algo mais simples. Tive de começar a colocar toalhas de água quente na testa e liguei mais vezes para a linha de Saúde 24 de forma mais incisiva: 'Estou com 39,5 de febre'. Estávamos no quarto dia e as temperaturas continuavam a subir. Chamei a ambulância".

A carregar o vídeo ...
Francisco Fonseca é um dos 68 casos que venceu a Covid-19.




Na chegada ao hospital, Francisco passou pela triagem mas a falta de conhecimentos por parte da equipa médica que o assistiu num primeiro contacto deixou-o seis horas à espera, em contacto com outros doentes. Acabou depois por ser internado. 


"Fui transferido logo para a unidade de infecto-contagiosos do Curry Cabral", acrescentou.

Sobre o coma de uma semana, o caso recuperado da Covid-19 afirmou ter sentido uma energia superior: "Há o Francisco pés na terra e há o Francisco espiritual que esteve sempre ligado, com uma luz incrível. Foram dias conectados com visões lindíssimas. Tive a sorte das pessoas criarem uma corrente de energia, que chegou ao Tibete."

Francisco Fonseca, de 43 anos, é um dos 68 casos de doentes recuperados em Portugal do novo coronavírus com sucesso.

O relato do português emocionou Cristina Ferreira, que revelou a sua fragilidade em relação ao período crítico que a televisão está a atravessar. 

"No início tive muita dificuldade em lidar com o que estava a acontecer, até mesmo a nível de televisão. Esta "casa" sempre foi uma casa muito de afetos. Eu recebia sempre as pessoas à porta com abraços. De repente tiraram-me isso tudo. Em pouco tempo, acho que consegui continuar a abraçar tanta gente todos os dias. Talvez esta seja a minha missão, mesmo na distância fazemos que consigamos estar unidos."

A apresentadora, recorde-se, foi duramente criticada no regresso ao pequeno ecrã, após uma semana de interregno das emissões em direto. Os espectadores criticaram-na e acusaram-se de ser "incoerente" por apelar para as pessoas se mantivessem casa.
Mais sobre
artigos relacionados
Newsletter
topo