Cristina Ferreira recorda momento dramático: "A minha mãe perguntou-me se tinha cancro"

No seu livro, 'Pra Cima de Puta', apresentadora relata algumas situações difíceis de gerir sobre o outro lado de ser figura pública.
Cristina Ferreira
Cristina Ferreira
Cristina Ferreira
Cristina Ferreira
20 nov 2020 • 15:26

Cristina Ferreira lançou o livro 'Pra Cima de Puta', onde relata algumas situações difíceis que tem vivido, nomeadamente pelos insultos que recebe através das redes sociais.

Mas não é só a estrela que sofre com tudo aquilo que é escrito e dito sobre si. Cristina diz que tenta proteger a família ao máximo, mas nem sempre o consegue.

"Durante muito tempo, nenhum dos meus familiares teve internet. A minha mãe ainda agora não tem e eu agradeço a Deus todos os dias", começou por contar, recordando um episódio delicado, em que a mãe viu uma capa de uma revista que associava a sua imagem ao tema do cancro, o que poderia sugerir que a apresentadora tivesse doente.

A atual diretora de ficção e entretenimento da TVI revela que a mãe sentiu necessidade de lhe perguntar se estava doente e que isso a entristeceu, deixando-a revoltada.

"A minha mãe ficou muito chocada com a capa de uma revista, que sugeria que eu tinha cancro. Senti-me mesmo triste e revoltada. Por um motivo: a minha mãe veio mesmo perguntar-me se era verdade, se eu tinha cancro. A minha mãe estava com medo que eu estivesse a esconder-lhe que estava doente. Aquilo não pude admitir", lamenta.

No livro, Cristina relata vários aspetos relacionados com a sua vida privada e explica por que não voltou a apaixonar-se depois da rutura com António Casinhas.
Mais sobre
artigos relacionados
Newsletter
topo