Daniel Oliveira: "A Joana Latino fala mais rápido do que pensa"

A comentadora afirmou em direto que existem "cocaínados" nos corredores da SIC.
Daniel Oliveira
Joana Latino
Daniel Oliveira
Joana Latino
31 out 2019 • 13:15
Hugo Alves
"Cocaínados há para aí aos pontapés, basta andarmos aí pelos corredores da SIC.. Não vamos nós ser hipócritas." Este foi o comentário da jornalista Joana Latino no programa ‘Passadeira Vermelha’ (SIC Caras) que caiu como uma bomba na estação de Paço de Arcos e gerou uma onda de críticas nas redes sociais, levando o próprio diretor-geral da estação a intervir sobre o que aconteceu.

"Ela  [Joana] é um espírito livre. Fala mais rápido do que pensa e, muitas vezes, o que diz não tem qualquer adesão com a realidade", explicou Daniel Oliveira, adiantando acreditar "que não há cocaína" nos corredores da estação que chefia. "Não sei ao que a Joana se referia", rematou, acreditando que as declarações da jornalista podem dever-se a "cansaço".

"Quando se está uma hora e meia a falar, todos os dias, sobre tudo, há uma tendência para se dizer coisas que não se quer dizer, coisas que não se diriam se se pensasse melhor sobre isso. Já aconteceram excessos de outros comentadores neste programa, e noutros programas. Acho que foi mais um fator de cansaço", desvalorizou o responsável.

Certo é que nos corredores da SIC o comentário gerou mal-estar e falou-se na possibilidade de a jornalista ser dispensada do programa. Contactada pelo CM, Joana Latino recusou comentar o que se passa e o que se diz no ‘Passadeira Vermelha’" e riu-se perante a hipótese de vir a ser ‘castigada’. "Continuo a trabalhar. Não faço ideia do que estão a falar", disse.
Mais sobre
Newsletter
topo