Defesa do piloto do helicóptero que levava Kobe Bryant e a filha descarta-se de responsabilidades

A companhia aérea alegou que os passageiros deviam saber o risco que corriam ao voar.
Kobe e a filha Gianna
Kobe e a filha Gianna
Vanessa Bryant e Kobe Bryant
Kobe Bryant e a filha Gianna
Kobe Bryant
Kobe Bryant
Kobe e Vanessa Bryant
Kobe e a filha Gianna
Kobe e a filha Gianna
Vanessa Bryant e Kobe Bryant
Kobe Bryant e a filha Gianna
Kobe Bryant
Kobe Bryant
Kobe e Vanessa Bryant
12 mai 2020 • 19:18
Quatro meses após o acidente que ditou a morte de Kobe Bryant e da sua filha, Gianna, tratada por Gigi, e outros sete passageiros, incluindo o piloto, começa agora a batalha judicial para apurar a responsabilidade da tragédia.

Os representantes da defesa do piloto do helicóptero que levava Kobe Bryant alega, em resposta ao processo iniciado pela mulher do atleta, Vanessa Bryant, afirmam que os passageiros foram negligentes. 

A viúva de Kobe e mãe de Gigi, avançou com uma ação em fevereiro, sobre a qual o valor se desconhece. A essa acção juntaram-se os familiares das restantes vítimas.

Esse mesmo processo acusa a 'Island Express',  a companhia aérea do helicóptero, de homicídio involuntário, garantindo que a mesma permitiu que a aeronave levantasse voo apesar do intenso nevoeiro que se fazia sentir.

De acordo com o que defende a mulher do jogador, foram essas condições metereológicas que impediaram uma correta visibilidade do piloto.

Desta forma, Vanessa considera que foi "consequência direta de negligência" por parte do piloto e da companhia aérea, que acusa de ser "indiretamente responsável por todos os efeitos".

Segundo o 'TMZ', os representantes da defesa do piloto que levava o antigo basquetebolista norte-americano já se defenderam, alegando que todos os passageiros deviam estar cientes do risco que assumiram ao voar num helicóptero. Assim, consideram não ter responsabilidade no acidente.

Recorde-se que o trágico acidente ocorreu a 26 de janeiro deste ano, em Calabasas, na Califórnia.

O atleta deixou, além da mulher, três filhas, fruto da relação: Natalia, de 17 anos, Bianka, de três, e Capri, de apenas dez meses. O casal já tinha combinado nunca viajar junto de helicópetro, por temer o pior.

Recentemente, Vanessa Bryant, que sempre manifestou a profunda mágoa desde que perdeu o marido e a filha no trágico acidente, divulgou uma carta romântica deixada pelo marido.

Além, disso, o jogador também escreveu cartas secretas às filhas.

A carregar o vídeo ...
Amor eterno por Kobe Bryant

 

Mais sobre
artigos relacionados
Newsletter
topo