Horta Osório obrigado a pagar escapadela

Chairman do Lloyds Bank reage a escândalo de traição.
Horta Osório e a mulher, Ana
Horta Osório, mulher
Foto: David M. Benett / Getty Images
11 ago 2016 • 01:45
Rute Lourenço
Um dia depois de terem sido divulgadas fotos de António Horta Osório em clima de romance com a ex-conselheira de Tony Blair, numa viagem de negócios a Singapura, o chairman do Lloyds Bank reagiu à polémica, para garantir que as despesas do português nesta deslocação foram passadas a pente fino e que este pagou as pessoais. Horta Osório gastou mais de quatro mil euros, entre quarto, minibar e spa.

"Não houve violação da nossa política e as despesas pessoais são pagas pelo António", diz o chairman do Lloyds em comunicado, referindo que o presidente executivo "continua comprometido com a estratégia do grupo e o banco".

Segundo o jornal ‘The Times’, Horta Osório – casado há 28 anos e com 3 filhos – foi submetido a um "inquérito humilhante" sobre o dinheiro gasto na viagem, em que foi apanhado num affair com Wendy Piatt.
Mais sobre
Newsletter
topo