Diogo Carmona rejeita nova guerra com a mãe

Ator não vai recorrer à condenação de quatro anos de prisão.
Diogo Carmona aceita condenação de quatro anos de pena suspensa
Diogo Carmona aceita condenação de quatro anos de pena suspensa
Foto: Direitos Reservados
14 jul 2020 • 01:30
André Filipe Oliveira
Diogo Carmona, de 23 anos, não vai recorrer da condenação pelo crime de ameaça agravada contra a mãe, Patrícia Carmona, e ainda um crime de violência doméstica contra a avó materna. "Decidi não recorrer. É a minha maneira de expressar o meu descontentamento em relação à decisão do Tribunal", revelou no programa ‘Manhã CM’, da CMTV. O jovem, punido com quatro anos de prisão com pena suspensa, sente-se "injustiçado" com a decisão do Tribunal de Cascais mas revela que não quer voltar a encontrar-se com a mãe na Justiça por este motivo: "Eu não tenho necessidade de recorrer. Não quero mais lutar esta luta."

Focado no bem-estar emocional, o ator tem libertado os fantasmas do passado na redação de uma autobiografia. "Estou a escrever um livro em que vou pôr todas as histórias, em especial coisas que nunca contei em relação aos internamentos psiquiátricos. É doloroso, mas é bom expor", admitiu durante o programa.

Diogo recebeu, há cerca de uma semana, uma prótese para o pé esquerdo, que perdeu após ser colhido por um comboio em São João do Estoril, em outubro passado.

Entra em ‘Golpe de Sorte’
Afastado da ficção nacional há cerca de cinco anos, Diogo Carmona foi surpreendido com um convite por parte de Daniel Oliveira, diretor de Programas da SIC, para integrar o elenco da nova temporada de ‘Golpe de Sorte’, com estreia prevista para setembro. O jovem revela-se feliz com o novo desafio profissional.

Diogo Carmona recusa fazer pazes com o clã
Jorge Santos, advogado de Diogo Carmona, revelou no programa da CMTV que tem recebido mensagens da mãe do jovem, Patrícia Carmona: "Diz-me constantemente que tem saudades do filho. Ele sabe." O ator recusou-se a enviar uma mensagem à mãe. "Não penso reconciliar-me. Tenho outra família que me está a ajudar", afirmou.
Mais sobre
artigos relacionados
Newsletter
topo