Djaló comovido no último adeus à irmã

Entrou no cemitério de mão dada com o irmão.
Yannick Djaló entrou no cemitério de mão dada com o irmão
Djaló despede-se em lágrimas da irmã que morreu nas festas da Moita
Açucena Patrícia era irmã de Yannick Djaló
Açucena Patrícia era irmã de Yannick Djaló
Açucena Patrícia era irmã de Yannick Djaló
Yannick Djaló entrou no cemitério de mão dada com o irmão
Djaló despede-se em lágrimas da irmã que morreu nas festas da Moita
Açucena Patrícia era irmã de Yannick Djaló
Açucena Patrícia era irmã de Yannick Djaló
Açucena Patrícia era irmã de Yannick Djaló
21 set 2018 • 01:30
Sofia Garcia
O último adeus a Açucena Patrícia, de 17 anos, ficou marcado pelas lágrimas de quem a conhecia. O irmão, Yannick Djaló, que voou da Tailândia para estar com a família neste momento difícil, chegou ao Cemitério Municipal da Moita no mesmo carro em que a namorada, Daisy Gonçalves, o irmão João Ronaldo e a namorada deste. Todos vestiam uma t-shirt branca com uma fotografia de Açu e a mensagem ‘Serás sempre a minha estrela’.

O futebolista entrou no cemitério de mão dada com o irmão João, que estava com Açucena na noite da sua morte. Os dois foram seguidos por centenas de amigos e familiares da jovem.

O regresso de Yannick Djaló a Portugal foi apressado pela morte prematura da irmã mais nova, vítima de atropelamento nas festas da Moita, a 15 de setembro. Açucena foi apanhada por engano num ajuste de contas entre o condutor do veículo e um grupo rival. A jovem, que nada tinha a ver com o suspeito, não resistiu aos ferimentos provocados pelo embate do carro.

No final do enterro da jovem, Djaló e o irmão foram até à sepultura da mãe de ambos e de Açucena, falecida em dezembro de 2016, que também está no Cemitério da Moita.
Mais sobre
Newsletter
topo