Dolores acredita na inocência de Ronaldo em alegada violação

Mãe do craque falou pela primeira vez do escândalo que envolve o filho mais novo: "Tenho confiança e sei o filho que tenho".
Dolores Aveiro
Dolores Aveiro
Foto: Duarte Roriz
07 fev 2019 • 01:30
André Filipe Oliveira
Dolores Aveiro esteve esta quarta-feira em Lisboa para lançar a sua marca de vinhos e azeite e quebrou o silêncio sobre o caso em que o filho, Cristiano Ronaldo, é acusado de violação pela norte-americana Kathryn Mayorga.

"Tenho confiança no meu filho, em relação ao que se passou. Ela quando foi para lá, não foi para jogar às cartas. Foi para fazer alguma coisa. Sei o filho que tenho", afiançou em declarações ao Correio da Manhã.

A matriarca do clã Aveiro aproveitou ainda para desvalorizar os rumores de uma zanga familiar por causa de Georgina Rodríguez. "Não estive presente no aniversário do Ronaldo, mas enviei-lhe um vídeo a desejar-lhe felicidades e disse-lhe que fazíamos a festa amanhã quando chegasse a Turim. Ele está desejoso que chegue para fazer o meu bacalhau."

Em relação às divergências com Georgina, Dolores desvaloriza: "Não há problemas", disse, garantindo ainda ter deixado os seus pêsames à nora pela morte do pai. "Apoiámo-la, claro. Ninguém gosta de perder uma pessoa querida da família".

Devido à mudança para a ilha da Madeira, Dolores está mais vezes longe dos netos, mas garante que não descura as preocupações como avó. "Já estou cheia de saudades dos meus netos. Vejo-os e falo com eles todos os dias através de videochamada. Estou sempre a par de tudo."

No lançamento da sua marca, Dolores contou com o apoio de Cristina Ferreira, que apresentou o projeto, e não escondeu a satisfação. "Estou feliz. Os meus filhos apoiaram-me, como fazem sempre."
Mais sobre
artigos relacionados
Newsletter
topo