Elton John nega assédio sexual

Cantor diz que queixa do ex-segurança "não tem fundamento".
30 mar 2016 • 11:43

Elton John foi acusado de assédio sexual por Jeffrey Wenninger, o ex-guarda-costas do artista. Depois de a queixa ter chegado ao Supremo Tribunal da Califórnia, o músico de 69 anos decidiu agora negar as acusações através de um comunicado feito pelo seu advogado. "Esta ação sem fundamento foi trazida por um segurança descontente que está à procura de uma maneira de receber um pagamento que não é merecido", pode ler-se no comunicado.

"Estas alegações são pateticamente falsas e contrariadas por uma série de declarações feitas pelo mesmo individuo anteriormente", acrescenta-se no documento.

Ao jornal ‘Daily Mirron’, uma fonte próxima adiantou que Elton "está furioso por ter o seu nome e reputação a serem destruídos em público desta maneira", e acrescenta que o cantor "vai lutar contra as acusações custe o que custar".

Jeffrey Wenninger, o antigo guarda-costas de Elton John, deixou de fazer parte da equipa de segurança do cantor em setembro de 2014.

Mais sobre
artigos relacionados
Newsletter
topo