Empresário do jet set esfaqueado em assalto violento no Porto

José Pedro Cyrne resistiu a assaltante e foi esfaqueado no braço. Teve de receber tratamento hospitalar.
José Pedro Cyrne
José Pedro Cyrne
José Pedro Cyrne
José Pedro Cyrne
José Pedro Cyrne
José Pedro Cyrne
José Pedro Cyrne
José Pedro Cyrne
José Pedro Cyrne
José Pedro Cyrne
José Pedro Cyrne
José Pedro Cyrne
21 jun 2018 • 12:41

O empresário e figura do jet set nacional José Pedro Cyrne foi esfaqueado durante um assalto violento e teve de receber tratamento hospitalar por causa do golfe profundo que sofreu num dos braços. Levou sete pontos. Aconteceu no dia 16 de junho, mas só agora foi revelado.

O roubo teve lugar junto ao heliporto no Porto, onde o dono do hotel de charme Casa dos Viscondes da Várzea estava à espera da mulher, Maria Manuel Cyrne, que estava num evento na Invicta, quando foi abordado por dois homens. Um deles tentou tirar-lhe o fio que tinha ao pescoço, situação que levou José Pedro a reagir instintivamente. O segundo homem aproximou-se e atingiu o empresário com uma faca no braço. "A ideia era tirarem-lhe o Rolex que ele trazia e que tem desde o nosso casamento", revelou Maria Manuel em declarações à 'Lux'. "Ficou a jogar sangue", acrescenta.

"Ele teve sangue frio e foi de carro para o hospital, onde levou sete pontos", conta a mulher do empresário. "Caiu-me tudo quando contou que estava com a camisa rota, cheia de sangue... Uma pessoa pensa sempre no que podia ter acontecido", lamenta Cyrne.



Mais sobre
artigos relacionados
Newsletter
topo