Equipa de Marília Mendonça explica falsa informação de sobreviventes a queda de avião

Assessoria de imprensa chegou a avançar que a artista e os quatro outros ocupantes estavam vivos e a caminho do hospital.
Avião onde seguia a cantora
Marília Mendonça
Avião onde seguia a cantora
Marília Mendonça
10 nov 2021 • 01:30
Vânia Nunes
Numa altura em que a família, os amigos e os fãs desesperam por respostas sobre o que motivou a queda do avião que vitimou Marília Mendonça e outras quatro pessoas na sexta-feira, em Caratinga, no estado de Minas Gerais, Brasil, a assessoria da artista viu-se obrigada a esclarecer algumas questões. Uma delas prende-se com o facto de, momentos após terem surgido notícias da tragédia, os responsáveis pela sua carreira terem assegurado que a cantora de 26 anos estava viva, assim como a sua equipa, e que estavam todos a caminho do hospital.

“A assessoria de imprensa da artista procurou informações de fontes confiáveis. Estas informaram que estaria tudo bem e que todas as pessoas estavam a ser conduzidas ao hospital, somente para realizar procedimentos padrão. Passados menos de 20 minutos, as mesmas notificaram a equipa sobre a fatalidade”, começaram por informar, através de comunicado. “Em nenhum momento o equívoco foi intencional, sempre prezámos pela ética profissional e moral”.

O documento reforça que Marília sempre zelou pela sua segurança e a de toda a equipa, e que o avião cumpria todas as normas, tendo sido comprado em 2020 à dupla de artistas Henrique & Juliano. A assessoria informou ainda que a investigação está a decorrer e que foram resgatados alguns pertences: “Caderno de composição, três telemóveis, violão dentro da capa e a mala de viagem”.

Novas pistas
A polícia encontrou um cabo enrolado numa hélice do avião. No entanto, o responsável pelas perícias não confirmou se se trata do cabo elétrico no qual a aeronave embateu antes da queda.
Mais sobre
artigos relacionados
Newsletter
topo