Escândalo sexual entre selecionador e cozinheira da Federação argentina de futebol

Jorge Sampaoli é acusado de tentativa de abuso.
Jorge Sampaoli
Jorge Sampaoli
Jorge Sampaoli
Jorge Sampaoli
Jorge Sampaoli
Jorge Sampaoli
12 jun 2018 • 11:17
Sérgio A. Vitorino
Fala-se pouco de futebol nos desportivos da Argentina. 

O assunto do dia não é a preparação de Messi, mas sim o alegado abuso sexual a que o selecionador Jorge Sampaoli terá tentado submeter uma cozinheira do edifício da Federação Argentina de Futebol, em Ezeiza, Buenos Aires.

O abuso - que é negado pela federação - terá ocorrido há semanas, ainda antes de a Argentina ter partido para o estágio em Barcelona. Sampaoli, que já está com a equipa na Rússia, foi denunciado por um jornalista de uma rádio, que pôs no ar três gravações de som que comprovariam o caso - e que entretanto se tornaram virais nas redes sociais. 

Mas o Ministério Público local já assegurou que ainda não recebeu qualquer denúncia. Na Argentina especula-se que a federação terá "comprado o silêncio" da vítima. Sampaoli ainda não falou do caso, mas em particular nega tudo e diz que vai avançar para os tribunais.
Mais sobre
artigos relacionados
Newsletter
topo