Ex de Cláudia Jacques foge com carro e não paga 40 mil euros

Olivier Silva enganou vendedor na aquisição de viatura de coleção.
Olivier da Silva
Olivier da Silva
16 mai 2019 • 01:30
Nelson Rodrigues e Fátima Vilaça
Fazendo-se passar por jurista e negociante de carros de luxo, Olivier Silva, ex-marido de Cláudia Jacques, mostrou interesse em adquirir um Jaguar E Type V12, de 1972, que estava para restauro numa oficina de Viana do Castelo.

Ao conhecer o dono, Olivier disse chamar-se Jonathan da Silva e acordou celebrar o negócio por 45 mil €.

Entregou-lhe uma mala com 5 mil € e comprometeu-se a pagar o restante valor no Porto, para onde a viatura ia ser rebocada. Porém, já na ponte da Arrábida, o ex-companheiro da relações-públicas fugiu com o reboque onde estava o carro.

Durante duas horas, o dono do carro procurou Olivier pelas ruas de Vila Nova de Gaia – uma vez que não ficou com qualquer contacto ou morada deste.

Olivier está acusado de um crime de burla qualificada e deveria começar esta quarta-feira a ser julgado no Tribunal de Viana do Castelo.

A sessão foi, no entanto, adiada, uma vez que a Justiça não sabe do paradeiro de Olivier, não o tendo conseguido notificar.

De acordo com o processo, o crime foi cometido em 2014. A vítima apresentou queixa mas só conseguiu identificar Olivier após o ter reconhecido nas notícias, em junho 2016, que davam conta de que tinha sido detido por burlas.

O carro, que o processo diz ter um valor atual no mercado de 118 mil €, foi dado como retoma na aquisição de um Porsche 911 Carrera S.

Foi entretanto apreendido pela PJ.
Mais sobre
Newsletter
topo