Ex-Jafumega preso por burla

Músico lesou o Estado português em mais de um milhão de euros.
Jafumega
Jafumega
Foto: Amândia Queiroz
01 fev 2018 • 17:53
O músico Álvaro Oliveira Marques, ex-baterista da banda Jafumega, de Luís Portugal, está preso e vai cumprir seis anos de cadeia por ter lesado o Estado em mais de um milhão de euros.

O caso remonta ao princípio dos anos 2000, altura em que o músico recebeu – em nome de uma fábrica de reciclagem de papel de Albergaria-a-Velha – dinheiro do Instituto de Apoio às Pequenas e Médias empresas e à Inovação. As verbas destinavam-se a adquirir máquinas que, afinal, a empresa já possuía em laboração.

A fábrica faliu em 2003 mas, entretanto, o caso arrastou-se na Justiça durante mais de dez anos. Em 2015, Oliveira Marques foi condenado pelo Tribunal de Albergaria-a-Velha a uma pena de seis anos de prisão, mas interpôs três recursos, o último dos quais dirigido ao Tribunal Constitucional.

Perante a decisão negativa, o Tribunal de Aveiro ordenou a detenção do músico, que acabou por se entregar voluntariamente às autoridades no mês passado. Contactados, os Jafumega desmarcam-se completamente do caso.

Fonte do grupo garante que Álvaro Oliveira Marques saiu dos Jafumega no final de 2013, "porque tinha os seus problemas para resolver".

"Saiu a bem, não houve qualquer atrito entre nós, mas a saída justifica-se porque fazia sentido que ele tratasse dos assuntos que tinha a tratar sem que com isso prejudicasse a banda de alguma maneira", explicou a mesma fonte. "Neste momento já nem temos contacto com ele", acrescentou outra fonte.



Mais sobre
Newsletter
topo