Família de Di Maria sequestrada em assalto

Enquanto ex-craque do Benfica jogava, mulher e filhas viviam momentos de terror.
Família de Di Maria
Família de Di Maria
Foto: Instagram
16 mar 2021 • 01:30
Rute Lourenço
Enquanto Ángel Di Maria jogava, na noite de domingo, frente ao Nantes, a família do craque do Paris Saint-Germain vivia momentos de verdadeiro terror ao ser vítima de um violento assalto, na sua casa de luxo em Paris. A mulher, Jorgelina, as duas filhas, Pia e Mia, de três e sete anos, e outros familiares do ex-jogador do Benfica foram sequestrados dentro da própria mansão enquanto os assaltantes levavam tudo o que conseguiam, num roubo que supera os 500 mil euros. A maioria dos bens, entre relógios e joias valiosas, encontrava-se dentro de um cofre que os assaltantes conseguiam abrir.

Sem saber do sofrimento da família, Di Maria disputava o jogo e só ao minuto 57 foi substituído. Nessa altura, já os jornalistas se tinham apercebido de estranhas movimentações com o diretor desportivo do PSG a dirigir-se ao banco para falar diretamente com o treinador, Mauricio Pochettino, que de imediato substituiu Di Maria. Foi o próprio quem encaminhou o craque para os balneários enquanto lhe contava o que se estava a passar. Visivelmente abalado, o jogador deixou o estádio em lágrimas. Esta não é a primeira vez que uma situação deste género acontece ao jogador, cuja casa já tinha sido assaltada em Manchester. Na altura, a mulher de Di Maria ficou tão perturbada que apagou todas as fotos nas quais aparecia em casa. Pouco depois, o casal abandonou essa moradia e foi viver para u m hotel.
Mais sobre
artigos relacionados
Newsletter
topo