Família faz tabu sobre saúde de Bruno de Carvalho

Irmã, que esteve ao lado de Bruno no Hospital da Cruz Vermelha, em Lisboa, desvaloriza intoxicação por medicamentos.
Bruno de Carvalho com a família
Bruno de Carvalho com a família
Foto: Direitos Reservados
11 set 2018 • 01:30
Rute Lourenço
Dois dias depois do internamento de Bruno de Carvalho, após a noite eleitoral do Sporting, o estado de saúde do antigo presidente leonino continua a ser mantido em segredo pela família.

Aos mais chegados, a irmã, Alexandra Carvalho, que permaneceu ao lado de Bruno durante as cerca de seis horas em que esteve no Hospital da Cruz Vermelha, em Lisboa, desvalorizou a situação e disse apenas que este se sentiu indisposto, não adiantando mais pormenores sobre o seu verdadeiro estado de saúde. 

O CM sabe, no entanto, que a causa do internamento de Bruno de Carvalho foi uma intoxicação medicamentosa, que o levou a permanecer até às 6h00 de domingo sob observação naquela unidade de saúde. "Não há dúvidas de que foi uma intoxicação por comprimidos, no entanto um cenário muito grave teria exigido que Bruno continuasse internado e teve alta horas depois", diz uma fonte.

O antigo dirigente do Sporting foi hospitalizado na sequência de uma indisposição. Segundo foi possível apurar, Bruno de Carvalho sentiu-se mal durante a tarde, apresentado enjoos e febre. A irmã Alexandra, que tem estado ao lado de Bruno, foi quem o levou ao hospital e que agora faz tabu sobre o seu estado de saúde. "Ela não quer que se saiba o que realmente se passa e preferiu não adiantar pormenores a ninguém", diz a fonte.
Mais sobre
artigos relacionados
Newsletter
topo