Famosos revoltados com tragédia em canil de Santo Tirso

Várias figuras públicas mostraram-se indignados nas redes sociais.
Leonor Poeiras, filho, António, aniversário
Andreia Rodrigues
Maya
Leonor Poeiras, filho, António, aniversário
Andreia Rodrigues
Maya
20 jul 2020 • 15:10

Na sequência do incêndio que deflagrou na Serra da Agrela, em Santo Tirso, vários animais morreram carbonizados este sábado à noite no canil ‘Cantinho 4 Patas’. Perante o desfecho, muitas foram as figuras públicas que partilharam o seu choque e revolta com a situação.

Leonor Poeiras utilizou a sua página de Instagram para partilhar a angústia que sente: "Dói-me a alma profundamente", escreveu na legenda da fotografia que partilhou de um cão.

Também Andreia Rodrigues não ficou indiferente à tragédia, tendo partilhado um longo desabafo nas redes sociais. "Não tenho medo de sujar o feed! Este fim de semana dezenas de animais morreram, queimados, em Santo Tirso", começou por escrever nas redes sociais.

A apresentadora da SIC não poupou nas críticas: "A falta de medidas de proteção e resgate, as burocracias, a falta de compaixão de quem permitisse que se chegasse a este cenário avassalador. Muitas falhas! ‘Abrigos’ ilegais, que de abrigos não têm nada, já sinalizados por maus tratos que mantinham os animais em condições desumanas. Perante isto, dezenas de pessoas tentaram fazer o bem, salvar vidas… as vidas de animais indefesos, presos por uma cerca, sem hipótese de fuga… tiveram de invadir o espaço para salvar da agonia os poucos que ainda estavam vivos, com sede, fome e dor. A culpa? É o que tem de ser apurado! Temos de exigir isso. Os culpados por esta atrocidade têm de ser punidos e disso não podemos abdicar, basta de impunidade (…)"..

À semelhança da apresentadora da SIC, Maya mostrou a sua indignação com o sucedido. "É esta inoperância que me choca! A falta de interesse de algumas Câmaras Muncipais que fecham os olhos. Veterinários Municipais sem vocação ou boa preparação para a sua atividade e a mando de interesses. Há tanta coisa por fazer. Que esta tragédia não seja em vão e permita um novo olhar e novas formas de atuação", escreveu numa publicação.

José Carlos Malato, Rodrigo Guedes de Carvalho, Isabel Angelino, entre muitas outras figuras públicas também expressaram a sua revolta com a situação nas redes sociais.

Mais sobre
artigos relacionados
Newsletter
topo