Filho ilegítimo de Julio Iglesias não desiste de provar paternidade

Javier Santos vai recorrer de uma decisão que reverteu o pedido de paternidade e que o pode levar a ganhar parte de 850 milhões de euros
Julio Iglesias
Javier Sánchez Santos (ao centro) com a mãe, a portuguesa Maria Edite Santos (à esq.) e a namorada Chiara (à dir.) numa das muitas deslocações ao tribunal de Valência,
Julio Iglesias
Javier Sánchez Santos (ao centro) com a mãe, a portuguesa Maria Edite Santos (à esq.) e a namorada Chiara (à dir.) numa das muitas deslocações ao tribunal de Valência,
04 set 2020 • 18:28
Javier Sánchez Santos não desiste de provar que Julio Iglesias é o seu pai. Apesar de ter sido confrontado, em maio, com um revés na sua luta pelo reconhecimento da paternidade (a Décima Secção do Tribunal Provincial de Valência reverteu a sentença com a qual o 13.º Juízo de Primeira Instância da mesma cidade acatou o pedido de paternidade que havia apresentado) Javier não irá deixar cair o assunto. É que em jogo está uma fatia considerável de 850 milhões, o valor da fortuna pessoal de Julio Iglesias.

Em maio, o tribunal apreciou os recursos apresentados pela cantor e pelo Ministério Público sob o argumento de "coisa julgada", prevista no artigo 22.º da Lei do Ministério Público e considerou que pedido de filiação de Javier já havia sido resolvido há anos em dois outros processos.

O seu advogado, Fernando Osuna, já anunciou que irá recorrer sob o argumento de que não foi o seu cliente quem iniciou estes procedimentos mas sim a sua mãe, a portuguesa Maria Edite Santos, numa altura em que este era menor de idade e não podia fazer valer seus próprios direitos. Recorde-se que desde 1991, Javier Sánchez Santos tenta fazer com que Julio Iglesias o reconheça como seu filho.
Mais sobre
artigos relacionados
Newsletter
topo