Futebolista Hugo Almeida tira 1400 euros à filha

Jogador quer deixar de pagar dois mil euros de pensão de alimentos e passar a pagar 600 devido a corte no ordenado.
Hugo Almeida futebolista
Hugo Almeida futebolista
Foto: Cofina Media
14 set 2018 • 01:30
Nelson Rodrigues e Tânia Laranjo
Nos últimos três anos, Hugo Almeida pagou mensalmente dois mil euros de pensão de alimentos à filha mais nova, atualmente com cinco anos, e fruto de uma relação extraconjugal. Agora, o futebolista pediu ao Tribunal de Família e Menores do Porto, que tinha fixado aquele valor, para passar a pagar apenas 600 euros, alegando que tem vindo a sofrer um corte no ordenado e, como está numa fase final da carreira, prevê que o seu futuro seja o desemprego.

O caso já está a ser discutido em tribunal, mas, na sessão da passada terça-feira, o jogador da Académica de Coimbra faltou à audiência da alteração da regulação das responsabilidades parentais. No documento em que pede a redução do valor pago à menor, Hugo Almeida refere que, em 2014, altura em que o tribunal fixou a quantia mensal de dois mil euros, ganhava 250 mil euros por mês, no Besiktas, da Turquia. O ordenado foi depois reduzido para 70 mil, no Hannover, da Alemanha; depois para quase 44 mil, no AEK, da Grécia; e para perto de 23 mil no Hajduk Split, da Croácia.

Porém, sabe o CM, nos últimos meses, o futebolista tem transferido apenas 350 euros para a conta da mãe da filha – que contesta este pedido de alteração no valor da pensão, uma vez que o futebolista ganhou três milhões de euros por ano entre 2011 e 2014. No pedido de alteração do valor da pensão, o jogador refere ainda que está disposto a pagar metade das despesas da menor: na escola e na saúde.

Hugo almeida tem mais duas filhas, do seu casamento com Andreia Santos - que terminou em 2014, após ter sido tornada pública esta relação extraconjugal. As duas menores têm agora 10 e 11 anos. O CM tentou contactar a advogada do jogador, Sara Albuquerque, mas sem sucesso.
Mais sobre
Newsletter
topo