Gonzo responde a acusações da ex-mulher

Cantor foi acusado de agredir Fernanda Martins.
Foto: DR
17 out 2015 • 14:13
"Eu é que fui alvo de uma espera e agredido pela mãe dos meus filhos. Empurrou-me e disse que ia partir-me o telemóvel. Tive de chamar a PSP." É assim que Paulo Gonzo responde às acusações de Fernanda Martins, que diz ter sido agredida na quarta-feira, em Benfica, Lisboa.

"Desde que me separei dela, há uns oito anos, que sou alvo de esperas no aeroporto, agressões verbais e até já me partiu dois carros. Cheguei a ter 90 chamadas não atendidas", contou ao Correio da Manhã, a partir de Itália, o cantor, que é acusado pela ‘ex’ de incumprimentos paternais. "Tínhamos um acordo que cessava com a maioridade da minha filha Mariana, em agosto. Sempre cumpri as obrigações e ainda apoio os meus filhos. Até lhes abri uma conta. Essa senhora precisa é de tratamento." O cantor diz que vai apresentar queixa na PSP.
Mais sobre
artigos relacionados
Newsletter
topo